Área reservada

Esqueceu a sua palavra-passe? clique aqui

Cancelar

Registo de utilizador

Registo de utente

Registo exclusivo para utentes das consultas de nutrição Dieta Pura.

Blog

Trabalha por turnos? Aprenda a manter uma dieta saudável.

Trabalha por turnos? Aprenda a manter uma dieta saudável.

O nosso organismo está preparado para trabalhar em harmonia com as diferenças entre noite e dia, uma vez que os horários de vários processos, como por ex.: atividade metabólica e produção de hormonas, estão “definidos” quase que como um relógio interno que existe no nosso corpo. Sendo assim, se alterarmos os horários de descanso/sono ou mesmo de refeições, é necessário um esforço extra para equilibrar essas funções.No que diz respeito à alimentação, nomeadamente, à manutenção de uma dieta, diversos estudos apontam que, quem trabalha por turnos, normalmente consome mais calorias, mais gorduras e mais açúcares, tendo uma propensão para abandonar mais rapidamente os hábitos alimentares saudáveis.Além disso, quem trabalha por turnos apresenta ainda outros problemas, além da maior propensão para o excesso de peso ou obesidade, tais como:alterações no apetite;dificuldade em adormecer e/ou insónias;fadiga e menos predisposição para atividade física;alterações gastrointestinais, nomeadamente obstipação;dor abdominal.Entre outras alterações fisiológicas que podem levar ao desenvolvimento de determinadas patologias, se não forem devidamente corrigidas.Para que consiga manter uma dieta, mesmo trabalhando por turnos, e minimizar os impactos na saúde, recomendamos:- Preparar e levar as suas próprias refeições;- Escolher porções adequadas a cada refeição, evitando comer por impulso;- Moderar o consumo de café e bebidas estimulantes;- Evitar o consumo de alimentos e bebidas ricas em açúcares e gorduras;- Consumir uma refeição principal antes de iniciar o turno (caso só tenha oportunidade de fazer pequenos snacks);- Manter uma boa hidratação (água, chá, infusões sem adição de açúcar);- Consumir uma refeição ligeira antes de se deitar, depois de terminar o turno;- Ter uma agenda para suas atividades quotidianas.Se é trabalhador por turnos adote estas estratégias: não só ajuda a obter um peso saudável, mas também a cuidar da sua saúde de uma forma geral e, ao mesmo tempo, ter um melhor rendimento no trabalho.

Saber mais

Erros que podem sabotar a dieta

Erros que podem sabotar a dieta

Mentalizar-se para um processo de perda de peso, nem sempre é fácil, uma vez que envolve mudanças e nem todos chegam ao sucesso final, isto é, atingir o peso desejado.Numa fase inicial, a motivação é tanta que, a maior parte das pessoas quer fazer as mudanças de uma única vez… Mas, a medio e/ou longo prazo, quando os resultados não são de acordo com as expectativas, começa a desmotivação e há tendência para desistir. E tal acontece porque existem diversos “erros” que podem sabotar o seu desempenho.Veja alguns erros que podem sabotar a sua dieta e fique ainda mais próximo do seu objetivo:- Investir numa dieta a curto prazo: aderir a métodos milagrosos para tentar perder peso, não é a estratégia para que os resultados sejam mantidos a longo prazo de uma forma efetiva e saudável;- Restringir demasiado a dieta: consumir menos alimentos do que o plano alimentar proposto por nutricionista, na esperança de obter resultados mais rápidos. Está estratégia poderá dificultar o processo;- Focar-se na contagem de calorias: é importante perceber a quantidade de calorias que ingere no dia-a-dia e controlá-las, mas não se deve focar apenas nisso. O conteúdo nutricional dos alimentos é extremamente importante, sendo tão importante a qualidade como a quantidade de alimentos;- Compensar “excessos”: ingerir mais alimentos ou opções desadequadas à dieta durante o fim-de-semana, só porque fez tudo certinho durante a semana;- Saltar refeições: não ter um padrão de refeições adequado poderá levar a alterações no seu metabolismo, bem como acelerar o processo de fome ao longo do dia;- Fazer uma refeição com distrações (ex: TV): isto leva a uma maior tendência para comer mais quantidade sem se aperceber.- Stress e ansiedade: são fatores que podem levar a comer por impulso, aumentando, desta forma, as calorias ingeridas. Além disso, as opções que normalmente encontra como conforto nem sempre são as melhores (alimentos carregados de açúcar, gorduras);- Pensamento negativo: cada organismo é diferente e único no seu funcionamento, pelo que, nem todas as pessoas conseguem os mesmos resultados com as mesmas dietas e no mesmo espaço de tempo.Para que obtenha sucesso na sua dieta é necessário obter a informação correta junto de um profissional. Além da alimentação, é necessário mudar outros hábitos que podem potenciar o desempenho metabólico do seu corpo, favorecendo, assim, a perda de peso.Foque-se no que realmente importa e olhe apenas à sua dieta e aos seus objetivos, pois estes são diferentes de pessoa para pessoa.

Saber mais

Porque não se deve saltar refeições?

Porque não se deve saltar refeições?

Uma alimentação equilibrada é um dos pilares fundamentais para uma vida saudável e isso é conhecido por quase toda a população. Mas, além das escolhas dos alimentos que ingerimos e das suas quantidades, é tão ou mais importante ter um bom planeamento de refeições.Para isso é necessário ter um número adequado de refeições às suas rotinas diárias, garantindo ao organismo todos os nutrientes para o seu bom funcionamento.Saiba por que motivo não deve saltar refeições, mas sim adequar a alimentação às necessidades individuais:- Aumento da sensação de fome: não ter horários regulares para nutrir o corpo, pode levar a diversas alterações no padrão da saciedade, isto pode advir devido a alterações da glicémia ou outras hormonas e processos fisiológicos que vão levar a compensar nas refeições seguintes ingerindo mais alimentos;- Sensação de mau estar físico e mental: uma deficiência de calorias e nutrientes que advém de uma alimentação incorrecta, leva a diversos sintomas físicos de mau estar (fraqueza, tonturas) bem como alterações a níveis do sistema nervoso central, de concentração e irritabilidade;- Carências nutricionais: quando não se tem em conta todas as refeições, podemos colocar em risco a ingestão de determinados nutrientes, bem como de calorias totais corretas para um adequado funcionamento do organismo no dia-a-dia;- Desregulação hormonal: quando induzimos o corpo num estado de jejum (várias horas sem fazer refeições) ou quando fazemos restrições severas de hidratos de carbono, algumas hormonas, nomeadamente a insulina, irá aumentar e contribuir para um crescimento dos depósitos de gordura. Além de que, estas e outras condições fisiológicas, podem levar a alterações do metabolismo, tornando-o mais lento. De forma a evitar qualquer uma das situações mencionadas anteriormente é fundamental ter um plano alimentar que se ajuste às suas necessidades e ao seu bem-estar, sendo recomendado um intervalo de cerca de 3 horas entre cada refeição e que estas ofereçam diversos nutrientes ao organismo. Além disso, é sempre melhor fazer uma refeição rápida e simples do que saltar uma refeição, seja ela principal ou intermédia.

Saber mais

A importância de planear as refeições

A importância de planear as refeições

A correria do dia-a-dia parece ser um dos problemas para quem deseja cuidar da “linha” ou da saúde. Isto, porque, ocupamos demasiado tempo com o trabalho e outras atividades que acabam por colocar de lado cuidar da própria saúde e bem-estar.Este problema reflete-se principalmente nas escolhas alimentares erradas, que levam a opções de refeições ou snacks como fast-food, refeições práticas mas carregadas de gorduras e toxinas. Ou simplesmente optam por refeiões congeladas ou pré-feitas cheias de aditivos, conservantes e toxinas que, além de serem pobres em nutrientes essenciais, não são opções saudáveis a manter na rotina diária.Mas, qual é o segredo para fazer refeições saudáveis ao longo da semana? Planear e Organizar.Planear: pensar com alguma antecedência nas refeições para a semana toda:Faça uma lista dos alimentos que tem em casa (validade e quantidade)Elabore um plano de refeições semanal (refeições principais e snacks), de acordo com o seu plano nutricional e orçamento;Faça uma lista de compras e compre tudo o que consta na lista;Cozinhe para várias refeições de uma vez;Tenha sempre uma sopa pronta;Aproveite sobras das refeiçõesOrganizar: organize as refeições que elabora e os alimentos guardados por secções. Isto ajuda a simplificar, perdendo menos tempo na cozinha e nas compras. Assim, ganhamos tempo para outras atividades. São várias as vantagens para começar a planear as suas refeições antecipadamente:- Ter uma alimentação mais saudável;- Ter uma alimentação variada;- Fazer refeições mais económicas;- Poupar tempo nas compras;- Poupar tempo na preparação das refeições;- Gerir o orçamento familiar. Pequenos hábitos, que pode colocar em prática aos poucos, fazem a diferença nos cuidados que deve ter com a sua saúde, sem colocar de lado outras atividades que gosta de fazer.

Saber mais

A INFLUÊNCIA DO SONO NA SAÚDE E PERDA DE PESO

A INFLUÊNCIA DO SONO NA SAÚDE E PERDA DE PESO

Quando decide perder peso, o pensamento principal é fazer dieta e praticar exercício físico. Verdade?! Não é que o pensamento esteja errado, pois estes são 2 pontos principais do processo. Ainda assim, é importante considerar outros... Falamos, nomeadamente, da importância de um sono regular, uma vez que este implica a secreção de hormonas que, devidamente equilibradas, podem influenciar o peso. Além disso, uma boa noite de sono repara e estimula o crescimento muscular e deixa a pele mais bonita. Desta forma, não deve desprezar nem a quantidade nem a qualidade do sono quando pensar em perder uns “quilinhos”.Estudos indicam que uma privação do sono (dormir menos de 7 a 8 horas por noite) provocam alterações nas hormonas relacionadas com a fome, ou seja, na leptina e na grelina, levando ao aumento do apetite.Para que obtenha todos os benefícios de uma boa noite de sono, é necessário respeitar no mínimo, 8 horas por dia, segundo diversos estudos. E porque não dar uma ajuda com alimentos que promovem uma boa noite de descanso?!- Banana: rica em potássio e vitamina B6, que tem um papel importante na prevenção de insónias;- Frutos secos: por conterem na sua composição triptofano, magnésio e gorduras ómega-3 e ómega-6, são uma boa opção para um snack antes de deitar;- Vegetais verdes escuros (ex: espinafres): a sua riqueza em magnésio é essencial para o bom funcionamento do nosso organismo e saúde cerebral, pois o défice deste mineral poderá levar a sintomas como insónias e tremores;- Leite e Ovos: são potenciais fontes de triptofano e contêm vitamina D, dois componentes importantes para evitar interrupções de sono;- Chá de camomila: tradicionalmente conhecido para diminuir stress e ansiedade, este chá poderá ser um bom aliado. Além do consumo destes alimentos, são necessárias outras mudanças: eliminar hábitos tabágicos, de bebidas alcoólicas ou bebidas ricas em cafeína e o sedentarismo, que favorecem insónias.Uma alimentação equilibrada e consciente, em conjunto com uma prática de exercício físico regular e um sono adequado, são as ferramentas base para uma vida mais saudável, e consequente, sucesso na perda de peso.

Saber mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A DOIS

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A DOIS

Uma relação a dois leva, muitas vezes, a alterações na alimentação diária de cada um e a erros alimentares mais frequentes. Isto, porque, existem mais convívios, refeições fora e menos equilibradas e a desmotivação de um dos pares que arrasta o outro para o “mesmo barco”. Revê-se neste problema? Saiba que o importante é definirem rotinas e começar a ter um estilo saudável a dois, percebendo a importância de ambos praticarem uma alimentação mais saudável. Mesmo com necessidades nutricionais diferentes, gostos distintos ou opções de exercício individualizados, há gostos que serão comuns e partilhados pelo casal. Comece por pôr em prática estas pequenas alterações:- Definir objetivos em casal: não olhando ao objetivo individual de cada um, aqui pretende-se um estímulo a objetivos comuns que evitem a desistência (ex: tomar sempre o pequeno almoço em conjunto);- Fazer uma dieta a dois: escolham uma dieta com um profissional que possa definir escolhas semelhantes e passiveis aos objetivos delineados pelo casal, ainda de ajustados as necessidades individuais;- Evitar ter opções menos saudáveis em casa: o segredo é ter a casa repleta de alimentos saudáveis evitando desta forma opções processadas e carregadas de açúcares e/ou gorduras para que desta forma seja mais fácil de cumprir o plano definido entre casal;-Planear as refeições da semana: definam as opções de refeições que sejam passiveis de cumprir pelos dois (saudáveis e que agrade ao paladar de ambos);- Praticar atividade física em conjunto: Nada melhor do que sentir a motivação da outra pessoa para também se motivar. Além disso, alguns exercícios são pensados para serem feitos a dois.- Cozinhar em casal: além da vantagem de poupar tempo na preparação das refeições, conseguem ter momentos de partilha e conversa sobre o dia a dia de cada um;- Motivar o parceiro: saberem os objetivos, motivações, medos e frustrações dos vossos pares é mais fácil para que consigam atingir o objetivo comum. Estas são pequenas dicas que podem fazer a diferencia, ainda assim é importante entenderem a importância de ambos praticarem uma alimentação saudável. E isto não significa que de vez em quando não se possa cometer um “pecado” ao comer um alimento mais calórico.Descubram na cozinha novas formas de estreitar vínculos e cuidar da saúde!Feliz Dia de S.Valentim!

Saber mais

AME O SEU PRÓPRIO CORPO!

AME O SEU PRÓPRIO CORPO!

Vivemos numa sociedade que impõe padrões sobre o que é ou não bonito, quando falamos do corpo. Normalmente, quem padece de excesso de peso e/ou obesidade, apresenta uma insatisfação com o seu próprio corpo, levando à frustração, infelicidade e baixa auto-estima. A imagem que construímos do nosso corpo é determinada nos dias de hoje por comparação com influencers, amigos, vizinhos ou outras pessoas às quais somos próximas e estejam focados com a imagem corporal (aspeto físico) ou num tipo de alimentação (dieta).Todas as pressões fazem percecionar o peso e/ou gordura como algo negativo e, consequentemente, fator de exclusão social. Se, por um lado, é verdade que o excesso de peso e gordura é mau para a saúde de uma forma geral, também é verdade que deve recomeçar a olhar para si, perceber o seu valor e amar-se.Desta forma, para se sentir bem com o seu corpo é essencial encarar o corpo e a mente como um todo, para que possa tratar da sua saúde em geral (a nível físico e psicológico).Por um lado é fundamental passar por um processo de aceitação da imagem corporal, mas isso não deve gerar alterações comportamentais ao nível da alimentação e hábitos saudáveis, em função dos padrões estéticos e sociais, mas sim, em prol da sua saúde e bem-estar.Deixamos algumas dicas para amar o seu corpo:- Conheça o seu corpo.- Premeie tudo o que o seu corpo consegue fazer.- Deixe de lado a comparação.- Fortaleça a sua autoestima e relativize o valor da sua imagem.- Faça as pazes com o seu corpo. Assim, cuide de si pela saúde e qualidade de vida e não para agradar aos outros ou por padrões impostos pela sociedade!

Saber mais

OS ALIMENTOS QUE AJUDAM A COMBATER O FRIO

OS ALIMENTOS QUE AJUDAM A COMBATER O FRIO

Com o aproximar da chegada do Inverno e a descida das temperaturas é necessário ter alguns cuidados. Além de ser importante manter uma boa hidratação e cuidados com a pele, praticar uma alimentação saudável rica em vitaminas, pode ajudar a evitar os problemas de saúde que se agravam nesta época, nomeadamente, gripes e constipações. Além disso, no inverno sentimos vontade de mudar a nossa alimentação diária e ingerir alimentos mais pesados e quentes que nos tragam não só energia, mas também algum aconchego. Na verdade, devemos sempre adaptar a alimentação consoante as estações do ano e os alimentos disponíveis nessa época, já que estes são nutricionalmente mais interessantes e menos carregados de tóxicos, pesticidas e conservantes.  Os alimentos da época de inverno são: diospiros, laranjas, limões, frutos secos oleaginosos, castanhas, diversos tipos de couves, grelos, nabiças, … Além da escolha de alimentos, nesta estação é normal optarmos por confeções mais “quentes”: cozidos, estufados, assados no forno. Neste caso, é necessário ter cuidado com a adição em excesso de gordura e sal, devendo preferir o uso de especiarias e ervas aromáticas. Outras dicas para combater o frio com a alimentação, são: - Manter a hidratação: além de ingerir água, poderá usar chás ou infusões quentes para complementar a quantidade necessária; - Bom consumo de hortícolas: consuma sopa nas refeições para manter a hidratação, aconchegar e colmatar a falha de alguns nutrientes na alimentação; - Evite o consumo de bebidas alcoólicas – estas opções provocam vasodilatação com perda de calor e arrefecimento do corpo. Além destas dicas, é importante aumentar o consumo de alimentos ricos em vitamina D (sardinha, atum, cavala ou leites fortificados), uma vez que a exposição solar diminui drasticamente.  

Saber mais

ONDE SE ESCONDE O AÇÚCAR NOS ALIMENTOS?

ONDE SE ESCONDE O AÇÚCAR NOS ALIMENTOS?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o consumo diário de açúcares simples não ultrapasse 10% da energia ingerida a cada dia. No entanto, esta é uma percentagem elevada, pelo que se realça que os benefícios são maiores se o consumo não ultrapassar os 5% do valor energético total diário. Segundo a OMS, os açúcares simples englobam todos os monossacáridos e dissacáridos adicionados aos alimentos e às bebidas, bem como os naturalmente presentes, por exemplo, no mel, no leite e na fruta. Este tipo de açúcar tem uma absorção rápida pelo organismo, pelo que, a energia que não é utilizada, fica armazenada sob a forma de gordura.Segundo a European Food Safety os “açúcares adicionados” são a glicose, frutose, sacarose, amidos hidrolisados (xaropes de glucose e frutose) e outras preparações isoladas de açúcar, também adicionados pela indústria, manipuladores ou consumidores. Quando se fala em açúcares, os bolos, bolachas, chocolates ou refrigerantes são alimentos que à partida contêm grandes quantidades de açúcar. No entanto, a indústria usa açúcares em produtos improváveis e que passam despercebidos, como por exemplo: polpa de tomate e molhos, legumes enlatados, batatas fritas, bebidas vegetais, certos tipos de pão, bebidas aromatizadas, produtos congelados (ex: pizzas), entre outros alimentos. O açúcar adicionado a estes alimentos confere, não só o sabor mais adocicado, mas também cor, textura ou mesmo a durabilidade do produto.Além dos termos simples de identificar, como açúcar mascavado, amarelo, “light” ou açúcar invertido, cristalizado, refinado, biológico/orgânico, mel, melaço ou concentrados de fruta, é importante ver a lista de ingrediente de cada produto e identificar outros tipos de açúcar que não reconhecemos tao facilmente: Sacarose; Glicose/Glucose; Dextrose; Maltodextrose; Maltodextrina; Maltose; Frutose; Lactose; Galactose.Não existe propriamente um açúcar que se possa comer sem limite de quantidade e se diga que é saudável. A verdade é que se deve reduzir a quantidade ingerida ao longo do dia, retirando não só estes açúcares de casa, mas olhando sempre aos rótulos dos alimentos, pois quase todos contêm açúcares adicionados e nem sempre conseguimos perceber isso pela denominação que lhe é dado. Desta forma, adote hábitos saudáveis para evitar este "vilão":- Reduzir ou eliminar o açúcar que coloca no chá ou café;- Substituir o açúcar por outros aromas: canela, essência de baunilha, cacau, lascas de coco;- Evitar o consumo regular de sobremesas;- Usar adoçantes naturais (ex: stevia);- Optar por alimentos que contenham menor quantidade de açúcar no seu rótulo.  Seja em que circunstância for, o açúcar deve ser consumido com a máxima moderação.

Saber mais

EXCESSO DE PESO… SERÁ DA GENÉTICA?

EXCESSO DE PESO… SERÁ DA GENÉTICA?

Ao longo dos anos, temos verificado um crescente aumento em seguir um estilo de vida mais saudável, garantindo não só um corpo mais “escultural”, mas também mais saúde e qualidade de vida. Ainda assim, existem muitas pessoas que têm dificuldade em seguir esses hábitos saudáveis no dia-a-dia, principalmente uma boa alimentação e/ou a prática de exercício físico. É ainda comum que as pessoas culpem “a genética”. Mas será que a predisposição genética é realmente uma razão para o excesso de peso ou obesidade?Estudos indicam que os genes contribuem em 25 a 40% para a obesidade. Os genes da obesidade podem contribuir para alterar o gasto energético do organismo, o apetite ou, até mesmo, a forma como o organismo metaboliza os nutrientes. Os outros 60-75% são influenciados pelo ambiente. Assim, podemos afirmar que, mesmo com a influência dos genes, é possível manter o corpo saudável, através de mudanças de hábitos de estilo de vida e comportamentais (alimentação, exercício físico, …).Siga as dicas para conseguir “contornar” a genética e facilitar o seu caminho para o peso ideal:- Mentalize-se: “Eu quero, por isso, consigo emagrecer!” – este deve ser o primeiro passo: mudar o pensamento e iniciar as mudanças ao seu ritmo, tendo objetivos realistas e que lhe tragam motivação a cada vitória conquistada.- Siga uma alimentação saudável: embora esta possa ser a recomendação mais conhecida para a mudança de peso, é uma das orientações mais importantes de todo o processo. E se não o consegue fazer realizando pequenas mudanças na sua alimentação, procure ajuda profissional de um nutricionista, que, além de lhe prescrever um plano de alimentação adequado às suas necessidades, ajudará a manter a motivação e contornar dificuldades que possam aparecer.- Reduza o sedentarismo: esta dica não se resume apenas à prática de exercício físico, mas também à atividade ao longo do dia-a-dia (exemplo: andar mais a pé e menos de carro; passar menos tempo sentado em frente à televisão, etc).- Conheça o seu corpo: há várias mudanças a incluir neste processo além da alimentação, tal como a gestão do stress, sono, entre outros. Desta forma, ao longo da perda de peso avalie o que funciona melhor consigo e ajuste as suas rotinas conforme os resultados. Por exemplo: se comer fruta ao pequeno almoço lhe dá mais fome, procure junto do seu nutricionista outras opções de alimentos que aumentem a saciedade.- Contagie a família e amigos – se conhece familiares e amigos que necessitam de ajuda para iniciar o caminho da perda de peso e/ou têm “mitos” que os impedem de iniciar o processo, mostre-lhes as suas pequenas vitórias e contagie-os com as suas mudanças (ex: preparar refeições iguais às suas para todos; incentivar a fazerem exercício físico juntos; …).

Saber mais

COMO A NUTRIÇÃO PODE FORTALECER A IMUNIDADE

COMO A NUTRIÇÃO PODE FORTALECER A IMUNIDADE

O uso da palavra “imunidade” tornou-se o centro das atenções em tempos de pandemia do novo coronavírus (COVID-19). E como não se conhecia nenhum tratamento, a procura por parte da população por estratégias para aumentar a imunidade passaram por diversas áreas, nomeadamente uma melhor nutrição, através de propriedades específicas de alguns alimentos. Na verdade, o corpo humano é diariamente exposto a vírus e bactérias que podem comprometer o bem-estar e saúde. Mas, por outro lado, o nosso sistema imunitário funciona como defesa natural de organismos prejudiciais à saúde, respondendo a esses estímulos para “defender” o nosso corpo. É também, nesta época do ano, com as mudanças de temperatura, que nos lembramos de fortalecer o nosso sistema imunitário, mas esta devia ser uma prática a ter ao longo de todo o ano. Para que o sistema imunitário funcione corretamente é importante que a primeira linha de defesa seja um estilo de vida saudável, que inclua alimentos ricos em vitaminas C e E, selénio, zinco, probióticos, ácido fólico e ómega 3, pois estes favorecem a produção de células de defesa de uma forma eficiente. Alguns exemplos de alimentos para aumentar a imunidade são:  - Vitamina C: laranja, kiwi, limão, tangerina, toranja, limão, morango, brócolos, espinafres; - Vitamina E: amêndoa, amendoim, avelã, sementes de girassol, gérmen de trigo; - Selénio: gema de ovo, sementes de girassol, frango, castanha do pará; - Zinco: cereais integrais, leguminosas (feijão, grão, ervilhas), carne, castanha; - Probióticos: Kefir, iogurte natural; - Ácido fólico: fígado, lentilhas, brócolos, espinafres, beterraba; - Ómega 3: peixes gordos (sardinha, cavala, salmão), linhaça, nozes, azeite.Além disso, podemos ainda adotar outras estratégias que promovem uma melhor qualidade da nossa saúde: - Manter um peso saudável; - Evitar açúcares e farinhas refinadas; - Não fumar; - Praticar exercício físico; - Respeitar os horários do sono; - Minimizar o stress; - Ingerir uma quantidade adequada de água. A suplementação também desempenha um papel importante no reforço imunitário, pois pode complementar algumas carências nutricionais, naturais do nosso estilo de vida.

Saber mais

OS BENEFÍCIOS DA PERDA DE PESO NA SAÚDE

OS BENEFÍCIOS DA PERDA DE PESO NA SAÚDE

A obesidade, além de ser considerada uma doença, é também um dos fatores principais no aparecimento de outras doenças (AVC, diabetes,…). Além disso, contribui para o aumento da mortalidade, sendo esta a segunda maior causa de morte evitável no mundo, pois depende da vontade e determinação na mudança de hábitos diários. Certamente já ouviu dizer que uma perda de peso, independentemente de serem 3Kg ou 30Kg, apresenta inúmeros benefícios para a saúde e muitas vezes sem ser necessário atingir o tão desejado peso “ideal”.Com uma perda de peso ligeira, cerca de 10% do peso corporal total, é o suficiente para:- Reduzir níveis de colesterol;- Diminuir os valores da tensão arterial;- Melhorar o controlo glicémico (níveis de açúcar no sangue);- Reduz dores osteoarticulares;- Melhora a função ovárica em mulheres;- Melhora a apneia obstrutiva do sono;- Reduz a mortalidade por qualquer causa. Quando falamos numa perda de peso maior, nomeadamente, quando existe um nível de obesidade mais elevado, os benefícios supracitados são superiores, chegando mesmo a reverter algumas das doenças características e inerentes aos maus hábitos alimentares e estilo de vida. Além dos fatores diretos para a saúde apresentados, a perda de peso contribui ainda para uma melhor autoestima, mais energia, autoconfiança, diminuição de ansiedade e depressão, entre outros fatores. Desta forma, podemos afirmar que vale sempre a pena melhorar a alimentação, independentemente do objetivo de perda de peso, pois as melhorias ao nível da saúde são notórias e relevantes para aumentar a longevidade e a qualidade de vida. Inicie a sua caminhada neste processo com algumas mudanças simples:- Alimentação saudável: não faça a dieta de uma amiga ou vizinha só porque com elas funcionou. Procure ajuda de um nutricionista, e faça uma alimentação adequada às suas necessidades e gostos;- Exercício físico: pare de usar a falta de tempo como desculpa. Organize o seu dia e guarde pelo menos 30 minutos por dia para praticar exercício físico;- Hidrate-se, ingerindo água: ingira 1,5L de água por dia e não se esqueça que, tanto os sumos de fruta, como os refrigerantes ou o álcool são ricos em calorias e açúcar;- Como devagar e mastigue bem os alimentos: é fácil comer em excesso quando estamos distraídos ou sentados em frente ao televisor. Comer mais devagar é uma forma mais eficaz de comer menos;- Evite: bebidas açucaradas, snacks embalados e refeições pré-cozinhadas. Estes são apenas alguns exemplos que podem ajudar de forma eficaz a lidar com a dificuldade na perda de peso. Ainda assim, aconselhamos a procura de um profissional qualificado. Na Dieta Pura temos nutricionistas especializados que podem ajudar a que esta tarefa seja mais simples e mais rápida. Procure a nossa ajuda. Veja onde estamos: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

ESTILO DE VIDA DETOX

ESTILO DE VIDA DETOX

Certamente já ouviu falar no termo “detox”, palavra muito popular no “mundo das dietas”. Apesar de, na maioria dos casos, ser associado a dietas de grande restrição alimentar e mesmo carências de nutrientes, na realidade, o detox poderá fazer parte de uma alimentação saudável e equilibrada que promove, não só eliminação de toxinas e perda de peso, mas também a uma melhoria no estado de saúde e qualidade de vida. Desintoxicar ou purificar é um processo natural e importante do nosso organismo para a manutenção de um bom estado de saúde. Diariamente o nosso corpo tem capacidade de remover o excesso de toxinas que recebe através da alimentação, medicação, poluição, entre outros fatores, mas por vezes a desintoxicação natural poderá ficar comprometida ou mesmo não ser o suficiente quando temos uma sobrecarga. Existe alguma evidência científica de alimentos e nutrientes que ajudam no processo de desintoxicação e a adesão a este conceito é cada vez maior, principalmente por pessoas que sofrem de excesso de peso, inchaço, retenção de líquidos, alergias, fadiga crónica e atletas que competem por classes de peso ou que necessitam de “secar”. Quando a excreção natural fica impedida, devido à sobrecarga hepática, é necessário ajuda através de alimentação e/ou uso de suplementos com ação detox. Comece por colocar em prática algumas dicas para diminuir a sobrecarga de toxinas:- Beba muita água;- Elimine hábitos tabágicos e ingestão de bebidas alcoólicas e açucaradas;- Elimine produtos processados com longas listas de ingredientes;- Evite a utilização de fármacos e a automedicação;- Elimine gorduras visíveis das carnes;- Aumente o consumo de vegetais;- Pratique exercício físico. Poderá ainda experimentar, este exemplo de um dia detox:Jejum: Dieta Pura Detox – 1 ampola diluída num copo de água com sumo de ½ limão.Pequeno-almoço: Sumo verde (150ml de chá verde frio + 1 Maçã média + 1 Kiwi + 1 Punhado de espinafres + 1 Rodela fina de gengibre + 1 Colher de sopa de sementes de linhaça dourada).Meio da manhã: 1 Maçã + 1 Gelatina AllPura®.Almoço: Peixes ou carnes magras + Legumes/Saladas (temperados com um fio de azeite) + 1 Chávena de chá Tea Mix Plantas AllPura®.1º Lanche: ½ Abacate barrado com 1 colher de chá de manteiga de amendoim e polvilhado com canela.2º Lanche: 3 Nozes.Jantar: Sopa laranja detox (abóbora + cenoura + cebola+ gengibre + pimenta caiena + azeite). Deverá seguir este plano no máximo 3 dias por semana, uma vez que não é uma dieta equilibrada para o dia-a-dia, nem ajustada às suas necessidades nutricionais. Apesar das dietas detox serem ótimas opções quando há excessos alimentares, o ideal é estas serem associadas a uma alimentação equilibrada, correto consumo de água, eliminação de açúcares e gorduras saturadas da alimentação, bem como à prática de exercício físico regular. Desta forma, é importante recorrer a uma consulta com um Nutricionista para a prescrição de um plano alimentar e de suplementação adequado a si. Procure ajuda junto do nosso Serviço de Nutrição, num dos Pontos Dieta Pura. Veja onde estamos: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

MISSÃO BRONZE: DICAS DE ALIMENTAÇÃO

MISSÃO BRONZE: DICAS DE ALIMENTAÇÃO

Em pleno verão e férias, é habitual a maior parte das pessoas ir até à praia ou piscina, não só com o intuito de se refrescar e descansar, mas também para “ganhar uma corzinha”. A cor bronzeada ou morena que tantos desejam nesta época do ano, transmite um ar mais saudável à nossa pele, isto porque tende a esconder borbulhas, manchas faciais, olheiras, etc. Mas nem todos têm a mesma facilidade em conseguir uma pele bronzeada.Além dos cuidados que deve ter com a exposição solar e não descurar uma boa hidratação, a escolha dos alimentos certos poderá será ajuda que faltava na “missão bronze”!O nutriente mais importante, e que se reflete na escolha de alimentos para potenciar o bronzeado, é o betacaroteno. Este pigmento é transformado pelo nosso organismo em vitamina A, que, por sua vez, estimula a produção de melanina, que dá cor à pele e a protege contra os efeitos negativos da exposição solar.Alimentos de cor laranja e vermelho, tais como: cenoura, laranja, abóbora, tomate, papaia, manga, mamão e pimento, são bons exemplos de alimentos ricos em betacaroteno. Desta forma, quanto mais forte e vibrante a cor do alimento, mais betacaroteno ele possui.Além deste nutriente essencial, que contribui para estimular a desejada cor bronzeada, podemos ainda juntar outros alimentos ricos em vitamina C (kiwi, morango, vegetais de folha verde escura), vitamina E e ómega 3 (frutos secos e sementes), uma vez que estes nutrientes são muito importantes na manutenção da saúde em geral, bem como potenciam uma melhor qualidade da pele.Para que estes alimentos promovam o bronzeado desejado, é essencial consumi-los duas ou três vezes por dia. Este consumo deverá ser iniciado dias ou semanas antes da exposição solar. Nos dias em que ocorre essa exposição solar, e de forma a prolongar o bronzeado, deverá manter esse consumo no seu dia-a-dia, ainda que possa já não dedicar o seu tempo à exposição solar.Não esquecer que a hidratação é um ponto essencial para uma pele com mais brilho, mais bonita e bronzeada. Isto porque, com a exposição solar e o calor que se faz sentir, o nosso organismo tem necessidades aumentadas de líquidos. Por isso, aconselhamos um bom consumo de água ou chá frio, bem como a eliminação de bebidas alcoólicas e açucaradas.Siga as dicas Dieta Pura e tenha um verão com mais cor e saúde!

Saber mais

COMO RESISTIR ÀS MAIORES TENTAÇÕES DO VERÃO?

COMO RESISTIR ÀS MAIORES TENTAÇÕES DO VERÃO?

No verão, o cuidado com a alimentação aumenta e o apetite tende a diminuir devido a uma maior ingestão de líquidos. Por outro lado, esta é uma das épocas onde as tentações estão mais presentes... - Consumo de gelados e/ou bolas de berlim na praia; - Ingestão de petiscos; - Maior ingestão de bebidas alcoólicas e açucaradas (refrescos).Mas será que tem de deixar completamente de lado estas tentações deliciosas, para não colocar em risco a dieta e a obtenção de resultados? Para manter o equilíbrio, terá evidentemente de resistir a algumas das tentações… Tal como nos demais alimentos, o importante é a moderação e as doses certas adequadas ao seu objetivo.  Com as seguintes estratégias, conseguirá o equilíbrio certo: - Restrinja o consumo de gelados, mas, ainda assim, quando consumir, opte por fazer em casa ou escolha os de água, sem natas, leite e chocolate; - Se está de férias na praia e não resiste à típica bola de berlim, opte por comer apenas num dia da semana, sendo a sua exceção; - Hidrate-se através da ingestão de água ou chás frios sem adição de açúcar; - Se estiver de férias ou se for viajar, aproveite para caminhar mais; - Aproveite os vegetais e frutas frescos desta época; - Quando for petiscar ou jantar fora, escolha as opções menos calóricas e diminua as doses ingeridas; - Se elaborar petiscos em casa, faça escolhas que envolvam legumes e menor adição de gorduras e/ou açúcares; - Planeie as refeições a levar para a praia, evitando desta forma comprar opções menos saudáveis. Estas são apenas algumas estratégias para evitar que o verão e o descanso sejam sinónimo de “desligar” da dieta e da alimentação saudável. Assim, aproveite a leveza do verão sem descurar demais a rotina da alimentação saudável

Saber mais

COMO DOMINAR AS HORMONAS QUE REGULAM O PESO?

COMO DOMINAR AS HORMONAS QUE REGULAM O PESO?

O processo da perda de peso pode traduzir-se numa conta de matemática: ingerir menos calorias + praticar desporto = perder peso. Pensando assim, deveria ocorrer perda de peso, mas nem sempre é o que acontece. Um emagrecimento realmente eficaz e saudável envolve vários órgãos, hormonas e múltiplos processos fisiológicos do organismo.Para diminuir os quilos na balança, bem como promover o bom funcionamento do organismo, vamos analisar as principais hormonas e definir estratégias para as poder controlar:Cortisol:Produzido pelas glândulas suprarrenais, tem como função ajudar o organismo a controlar o stress físico e emocional, bem como auxiliar na manutenção dos níveis de açúcar no sangue.Níveis altos de cortisol prejudicam a perda de peso, porque aumenta a sensação de fome, principalmente desejo por doces. Além disso estimula a produção de glicose no fígado e quando esta não é utilizada, posteriormente acumula-se como gordura.- Como controlar:Para diminuirmos a produção de cortisol e ter um melhor resultado na perda de peso é importante relaxar, ter boas noites de sono e claro alguns cuidados alimentares, nomeadamente evitar uma restrição severa de hidratos de carbono.Grelina:Hormona produzida principalmente pelo estomago e conhecida como a “hormona da fome”, esta estimula o apetite enviando impulsos químicos ao cérebro (avisar que está na hora de comer), desta forma desempenha um papel importante no controlo energético (consumo de calorias).Quando esta hormona está desregulada, o apetite aumenta e tendemos a comer mais do que o nosso corpo necessita.- Como controlar:Para controlar esta hormona é importante ter horários regulares de refeições, sem períodos de jejum prolongados, controlar o stress e ansiedade e optar por alimentos que promovam uma maior saciedade, como por exemplo proteicos.Leptina:Conhecida como a hormona da saciedade, esta é produzida na gordura branca armazenada no organismo. Quando estamos perante excesso de peso/obesidade o cérebro (hipotálamo) cria “resistência” a esta hormona, não recebendo sinais de saciedade.- Como controlar:De forma a controlar esta hormona é importante diminuir o peso, para consequentemente baixar o nível de gordura. Isto poderá ser feito através da alimentação, prática regular de exercício físico, reduzir stress e ansiedade.Insulina:Produzida pelo pâncreas, esta hormona regula os níveis de glicose (açúcar) no sangue, sendo uma das principais fontes de energia do organismo. A sua produção varia de acordo com a quantidade de açúcar no sangue, que está diretamente relacionado com a quantidade e qualidade nutricional de alguns alimentos ingeridos.O mau funcionamento da insulina, leva a um aumento do stock de gordura no organismo, principalmente a nível abdominal e consequentemente leva a um aumento de peso. - Como controlar:Para controlar a insulina é importante moderar a quantidade de hidratos de carbono, principalmente refinados, evitar períodos longos sem refeições e ter bons hábitos de atividade física.TiroxinaT3 e T4:Hormonas produzidas na tiroide, estas interferem na regulação de funções vitais. O hipotiroidismo e hipertiroidismo traduzem-se na falta ou excesso das hormonas da tiroide.Quando estas hormonas não estão regulados, podem traduzir-se numa diminuição do metabolismo e consequentemente maior dificuldade na perda de peso.- Como controlar:Para melhorar o funcionamento das hormonas da tiroide é importante ingerir alimentos ricos em nutrientes, tais como: iodo, selénio, magnésio, bem como algumas vitaminas e minerais. Além disso é importante uma alimentação saudável e equilibrada, bem como eliminar hábitos tabágicos se existirem.   Além das hormonas descritas, que são as mais importantes, existem outras que poderão interferir no peso e na saciedade. Desta forma, se não está a ver o resultado que pretende na balança, procure ajuda de um Nutricionista Dieta Pura, de forma a ter um plano alimentar adequado às suas necessidades, bem como uma avaliação de todos os intervenientes na perda de peso.  Com as hormonas controladas, estas deixarão de ser um problema para atingir os resultados desejados

Saber mais

OS MELHORES ALIMENTOS PARA SUPORTAR O CALOR

OS MELHORES ALIMENTOS PARA SUPORTAR O CALOR

No Verão o que sabe bem são receitas frias, como as saladas ou saborear um gelado… Mas a diversidade de receitas vai para além disto: existem sumos, smoothies e sopas refrescantes que são aliados perfeitos para manter uma alimentação saudável, quando a escolha dos ingredientes é a mais correta. Desta forma, a alimentação traduz um papel fundamental nos dias de maior calor, podendo ser um aliado na prevenção da desidratação. Assim sendo é importante que ao longo do dia ingira água de forma regular, não só como bebida, mas também através da ingestão de frutas e hortícolas.Para ajudar a encarar os dias de sol e praia, selecionamos uma lista de dicas e alimentos que hidratam e ajudam a suportar os dias de maior calor. - Ingestão de água: prefira a água e as infusões sem adição de açúcar. Poderá optar por aromatizar a água, de forma natural, adicionando limão, laranja, lima, canela ou hortelã.- Frutas da época: esta altura do ano carateriza-se por alimentos com um elevado teor de água, como é o caso da melancia, morangos, meloa, melão, ameixas e pêssegos;- Pratos leves e refrescantes: as saladas são refeições ideias para o verão, por serem leves e de fácil digestão. Concilie diferentes vegetais como alface, rúcula, pepino, tomate, feijão-verde, cenoura e adicione uma fonte de proteína (ovo, atum, frango).- Sopas: apesar de muitas vezes serem “desprezadas” nesta época, estas são uma excelente forma de hidratar e nutrir. E se o problema é o calor pode sempre optar por receitas de sopas frias ou deixar arrefecer antes de comer;- Evite bebidas alcoólicas, refrigerantes e excesso de café;- Evite refeições pesadas e muito condimentadas.Além destes cuidados, é importante referir que, na época de calor, alguns alimentos estragam-se mais rapidamente se não forem acondicionados corretamente. Para tal, se pretende levar uma refeição ou snack para a praia ou trabalho lembre-se de colocar sempre em sacos térmicos. Experimente a nossa sugestão de receita refrescante:SUMO DE VERÃO:Ingredientes:150ml de chá verde (frio)1 Fatia de melancia1 Rodela de beterraba1 Colher de sobremesa de sementes de chiaCubos de gelo q.b (opcional)Preparação:- Prepare o chá e deixa arrefecer.- Lave e corta os ingredientes.- Triture todos os ingredientes até obter uma consistência homogénea e fluída. Sirva com cubos de gelo se preferir.

Saber mais

PERDER GORDURA ABDOMINAL DEVE SER A PRIORIDADE!

PERDER GORDURA ABDOMINAL DEVE SER A PRIORIDADE!

A gordura visceral, que se localiza na região abdominal, mais concretamente na cavidade abdominal, divide espaço com órgãos importantes como estômago, rins, coração e os intestinos. O excesso desta gordura acontece principalmente devido a uma má alimentação (rica em açúcar e gordura ) e sedentarismo (sem prática de exercício físico).Além dos dois fatores principais mencionados, a presença de grande quantidade de gordura visceral poderá estar associada à privação/qualidade do sono ou altos níveis de cortisol que pode ter como consequência aumento do peso e da circunferência abdominal devido à retenção de líquidos e redistribuição da gordura no organismo e aumento dos níveis de açúcar devido à estimulação do fígado para produzir glicose.A gordura abdominal apresenta como principais consequências para a saúde, a propensão de mortalidade ou desenvolvimento de algumas doenças, como por exemplo:- Diabetes do tipo 2- Doenças cardiovasculares (ex: AVC)- Insuficiência hepática;- Alterações gastrointestinais;- Hipertensão arterial. Para eliminar a gordura abdominal de forma eficaz, é importante adotar hábitos mais saudáveis:- Inicie a prática de exercício físico ou aumente a intensidade dos treinos, de forma a estimular o metabolismo;- Alimentação saudável, dando prioridade a alimentos ricos em fibra (flocos de aveia, vegetais, …) e proteína (ovo, carne, peixe, leguminosas, …);- Limite alimentos ricos em açúcares refinados e hidratos de carbono simples (bolachas, pão “branco”, bolos);- Não beba álcool: reduza ou elimine a ingestão de álcool para um melhor resultado;- Reduza os níveis de stress;- Procure ter um descanso adequado durante a noite (7 a 8 horas de sono). Mesmo que tenha um peso adequado às suas características, pode ter gordura visceral em excesso. Para se diagnosticar, pode ser feita uma leitura de bioimpedância da sua massa gorda e calcular a percentagem que corresponde à gordura visceral ou através da medição do perímetro abdominal, por um profissional de saúde.Procure ajuda junto das nossas nutricionista, num Ponto de Nutrição perto de si. Veja onde estamos: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

STRESS E PESO: QUAL A RELAÇÃO?

STRESS E PESO: QUAL A RELAÇÃO?

O stress é a resposta do nosso organismo quando nos confrontamos com situações de perigo/risco, reagindo de uma determinada forma perante “ameaças”. Mas este não é o stress prejudicial ao peso, antes pelo contrário, este stress é útil para as situações do nosso dia-a-dia. O stress nocivo é quando este perdura de uma forma constante devido a problemas pessoais, profissionais, ente outros.O stress e a sua relação com o peso tem vindo a ser bastante estudado e a evidência científica diz-nos que este é um dos fatores que realmente pode contribuir para o aumento de peso. Este facto acontece porque o stress aumenta a produção de cortisol, uma hormona que leva à diminuição do metabolismo e aumenta o apetite quando produzida em excesso. O cortisol influencia de igual forma o desejo por alimentos menos aconselhados numa alimentação saudável, tais como bolachas, sobremesas, batatas fritas e outros alimentos ricos em açúcares e gorduras.  O stress pode ainda levar a mudanças nos hábitos da própria ação de comer, isto é, pessoas com stress tendem a mastigar mal os alimentos e a saltar refeições (sem horários), desta forma a absorção de nutrientes fica comprometida.Outro efeito colateral do stress poderá ser verificado ao nível da qualidade do sono ou de adormecer, alterando desta forma o ritmo biológico. Desta forma, e porque os estudos nos indicam, uma privação do sono (dormir menos de 7 a 8 horas) provoca alterações em hormonas relacionadas com a fome: leptina e grelina, levando ao aumento do apetite.Entender como o stress afeta a alimentação é o primeiro passo para melhorar a saúde, isto poderá ser possível com técnicas de autoconhecimento e mindfuleating, de forma a adotar práticas de alimentação saudáveis e eliminar os efeitos prejudiciais do stress. Além disso, é aconselhado:- A prática regular de atividade física: aumenta a sensação de bem-estar e auto-estima, melhora as funções cardiovasculares e respiratórias e é um modo de distração da atenção dos problemas diários.- A reposição de vitaminas e minerais: além de repor carências existentes de vitaminas e minerais que possam estar comprometidos, melhora e estimula o funcionamento energético, bem como todos os mecanismos relacionados com o apetite.  O processo de perda de peso nem sempre é linear e existem na realidade fatores que influenciam este processo, sendo um dos maiores e o tão conhecido, stress. Desta forma, a melhor estratégia é prevenir, organizando a semana de forma a ter tempo para cuidar de si.  Procure ajuda de um profissional qualificado. A Dieta Pura pode aconselhar e acompanhar um processo de perda de peso saudável e equilibrado. Saiba onde estamos aqui: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

A IMPORTÂNCIA DOS SUPLEMENTOS NA DIETA

A IMPORTÂNCIA DOS SUPLEMENTOS NA DIETA

Os suplementos alimentares podem desempenhar um importante contributo na melhoria do bem-estar geral, quando devidamente aconselhados.Uma alimentação variada e completa, aliada a um estilo de vida saudável, seria razoável para assegurar ao organismo os nutrientes de que ele precisa para um bom funcionamento. No entanto, com a evolução da civilização ao longo das últimas décadas, foram introduzidos no quotidiano muitos alimentos processados, industrializados e pobres em nutrientes.Assim é comum observar pessoas com carências ao nível de nutrientes básicos que prejudicam o bom funcionamento do corpo humano, como por exemplo, vitaminas e minerais e/ou pessoas com metabolismo lento devido aos órgãos não estarem a desenvolver a sua atividade normal por acumulação de toxinas.Os suplementos apresentam função complementar ao plano nutricional, auxiliam no controlo e sintomatologia de algumas patologias e potenciam os efeitos da perda de peso, nomeadamente ao nível:- da eliminação de toxinas que impedem o emagrecimento efetivo - da ativação de órgãos emunctórios importantes no processo de depuração e emagrecimento - da ativação do metabolismo; da atividade lipolítica - do controlo de absorção de nutrientes - do controlo de apetite Na abordagem da perda de peso, o esforço é multidisciplinar, assim, a pessoas com restrições alimentares recomenda-se suplementação, pois a falta nutrientes pode ser crucial para a saúde.No Serviço de Nutrição Dieta Pura asseguramos a suplementação ajustada nos ciclos da Nutrição Metabólica: ao plano alimentar é sempre associada a respetiva suplementação, porque a evidência científica diz-nos que estes têm um papel preponderante a vários níveis e são fundamentais para o sucesso do programa de perda de peso.Antes de serem prescritos, é feita a recolha de dados e história clínica do utente, de forma a selecionar os suplementos mais indicados para si. Desta forma, os suplementos são prescritos mediante cada situação e, caso seja necessário, o nutricionista pode fazer ajustes de suplementos no plano alimentar proposto.Para que a sua dieta seja feita de uma forma eficaz e segura, os suplementos devem ser parte integrante, sendo indispensáveis para um bom resultado a longo prazo.

Saber mais

MOTIVAÇÃO PARA EMAGRECER

MOTIVAÇÃO PARA EMAGRECER

Encontrar motivação para iniciar uma dieta ou entrar num processo de perda de peso nem sempre é fácil. Quem tem esse objetivo em mente foca-se na ideia que terá de “fechar a boca” e/ou “matar-se a treinar”, mas na realidade o emagrecimento inclui diversos fatores (metabólicos, hormonais, psicológicos, …) e não somente aquilo que comemos. O mesmo acontece com a motivação, que não é estática, altera com fatores externos e/ou internos que estimulam as decisões e atitudes. Desta forma, estratégias simples como traçar pequenas metas ou respeitar e entender que cada um tem seu próprio ritmo são fundamentais em todo o processo.Apresentamos algumas dicas para manter a motivação durante todo o processo de emagrecimento:- Reprogramar a mente: sempre que se inicia uma dieta é importante eliminar pensamentos limitadores, pois estes criam resistência para a mudança de determinados hábitos ou comportamentos;- Definir um motivo para perder peso: estudos demonstram que a dieta têm melhores resultados quando a motivação “vem de dentro”. Desta forma é importante definir estratégias para atingir o objetivo que o levou a iniciar o processo de perda de peso;- Crie objetivos em períodos reais: definir pequenos objetivos em prazos reais é importante para avaliar, para comemorar pequenas conquistas e estimular a motivação;- Não desista quando errar: a dieta deve ser um processo de mudança, e não uma obrigação a ser cumprida a 100%. Ao falhar não encare como motivo para desistir, siga em frente e volte aos bons hábitos.- Procure ajuda profissional: procurar um nutricionista e/ou profissional de desporto é essencial para definir orientações especializadas e que se adequem aos seus hábitos de vida e objetivos. Estas são as principais e mais importantes dicas para que consiga aumentar a motivação para emagrecer e manter esses bons resultados a longo prazo. No entanto, o seu querer e a sua determinação para chegar lá são o mais importante!

Saber mais

QUAL A INFLUÊNCIA DO METABOLISMO NO PESO?

QUAL A INFLUÊNCIA DO METABOLISMO NO PESO?

Uma das queixas mais ouvidas por quem está a enfrentar um processo de perda de peso é “tenho o metabolismo é lento” e que isso impede de atingir os resultados tão desejados. Mas será que o metabolismo lento é mesmo um impedimento para a perda de peso?Na realidade a “rapidez” do nosso metabolismo depende de nós e daquilo que são os nossos hábitos alimentares e de exercício.O metabolismo é um conjunto de processos através do qual o nosso organismo processa as calorias que ingerimos. O estilo de vida, a idade, a genética, a alimentação e o exercício físico são alguns dos fatores que podem influenciar o nosso metabolismo.O metabolismo envolve 3 fatores:- Taxa metabólica basal: energia gasta na manutenção das funções vitais (cerca de 60 a 70% do gasto energético do dia). Depende ainda da genética e de fatores modificáveis (ex: quantidade de massa muscular).- Efeito termogénico dos alimentos: energia necessária para a realização de diversos processos (digestão, mastigação e secreção de enzimas), corresponde a cerca de 10% da energia despendida pelo organismo durante o dia.- Atividade física: um consumo de 20 a 30% do gasto calórico diário. Logo quanto mais sedentário, maior é a tendência para um metabolismo lento.Existem ainda outros fatores que podem interferir no metabolismo, tais como: desequilíbrio hormonal, doenças da tiroide, entre outros desequilíbrios fisiológicos. O metabolismo é diferente de pessoa para pessoa, ainda assim, existem algumas “estratégias” que podem torná-lo mais acelerado. Tais como:- Hábitos que melhoram o metabolismo: há alterações no nosso dia a dia que podem fazer a diferença: não saltar refeições ao longo do dia; beber água fria; ter uma boa noite de descanso (dormir 6 a 8h /noite); controlar os níveis de stress.- Prática de exercício físico: o aumento da massa muscular e consequente perda de gordura garantem que o metabolismo acelere- Alimentos termogénicos: pimenta, café, chá verde, gengibre, são alguns exemplos que permitem aumentar a temperatura corporal, através do aumento do metabolismo basal. Contêm normalmente compostos como catequinas, capsaicina ou cafeína, substâncias termogénicas comprovadas. Além destes alimentos, a inclusão de proteína, fibra e alimentos ricos em ómega 3 são cruciais para manter o metabolismo acelerado.- Suplementos: são produtos que contêm potentes ingredientes ativos que aceleram o metabolismo e estimulam o organismo a queimar mais gordura, num período de tempo mais curto, havendo assim uma maior produção de energia. Desta forma podemos afirmar que o metabolismo não é obstáculo para a perda de peso, mas sim as metas desajustadas e os padrões restritivos.

Saber mais

MÁ DIGESTÃO: CAUSAS E COMO TRATAR

MÁ DIGESTÃO: CAUSAS E COMO TRATAR

A indigestão, também chamada de dispepsia, é um sintoma caracterizado por uma digestão anómala. A má digestão leva a que os alimentos não sejam digeridos corretamente e consequentemente a absorção dos nutrientes fica comprometida, aumentando desta forma o risco de problemas como anemia e falta de vitaminas. Os sintomas da má digestão incluem azia, dor epigástrica (na parte superior do abdómen ou no peito), distensão abdominal, saciedade precoce, arrotos e ruídos abdominais, náuseas e vómitos. Estes surgem devido a maus hábitos alimentares e estilos de vida, tais como: - Ingestão de alimentos ricos em gordura e/ou hidratos de carbono;- Consumo de alimentos adulterados ou estragados;- Refeições com horários desequilibrados;- Consumo excessivo de bebidas estimulantes (cafeína e álcool);- Comer rápido e/ou em quantidades excessivas;- Ansiedade/Stress;- Uso de alguns medicamentos (ex: anti-inflamatórios);- Tabagismo. Além destes fatores, há outras causas que conduzem a esta má digestão:- Gastrite;- Ulceras gástricas ou duodenais;- Infeção por H.Pylori;- Perturbações da motilidade intestinal;- Obstipação.  O tratamento da má digestão prende-se com as mudanças de hábitos alimentares e estilos de vida referidos anteriormente. Ainda assim há situações que necessitam de outro tipo de estratégias, como suplementos, medicamentos ou outros tratamentos a serem avaliados por um profissional de saúde. Se sofre de má digestão comece por fazer estas pequenas alterações e sinta a diferença: - Mastigar lentamente os alimentos;- Fracionar as refeições ao longo do dia, devendo estas ser de pequeno volume;- Ter horários de refeições;- Diminuir o consumo de alimentos ricos em gordura e processados;- Fazer uma alimentação equilibrada e manter um peso saudável;- Evitar deitar-se após uma refeição;- Reduzir o consumo de café e tabaco;- Manter um consumo de água adequado ao longo do dia evitando grandes volumes de água junto às refeições principais;- Praticar exercício físico. Se não consegue equilibrar todas estas mudanças é importante procurar ajuda profissional quando os sintomas permanecem regularmente. Procure ajuda num dos Pontos de Nutrição Dieta Pura: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

BEBER ÁGUA EMAGRECE?

BEBER ÁGUA EMAGRECE?

O corpo humano apresenta uma grande quantidade de água, cerca de 50-75%, a qual é responsável por grande parte das reações bioquímicas que ocorrem no corpo. As recomendações do consumo de água, para adultos são de 1,5 a 2 litros, variando com o peso de cada pessoa e fatores externos.Mas será que beber água contribui para a perda de peso?A água é essencial ao organismo, porque:- Transporta nutrientes;- Regula da temperatura corporal;- Elimina resíduos através da urina;- Regula o normal funcionamento do sistema cardiovascular, digestivo e respiratório; Entre outros fatores, a água contribuiu de uma forma indireta para:- Diminuir a sensação de fome;- Regular o consumo de nutrientes mais calóricos (açúcares, gorduras saturadas,…)- Melhorar o funcionamento do intestino;- Hidratar, substituindo bebidas açucarada ou alcoólicas. Beber mais água pode ser uma boa estratégia para que está a emagrecer, não só pelos motivos mencionados anteriormente, mas porque apresenta melhorias no metabolismo, aumentando-o.Desta forma, podemos afirmar que um consumo de água adequado a cada organismo tem um papel fundamental no controlo do peso, mas por si só não resolverá o problema. Para obter todos estes benefícios para o emagrecimento a água deve ser consumida sem adição de açúcar, e adotar hábitos alimentares saudáveis. Em suma, a informação oriunda de estudos indica que o consumo de água deve ser estimulado para o combate de doenças crónicas, como a obesidade. Para que não seja um sacrifício o consumo de água no dia-a-dia, seguem algumas sugestões:- Fazer água aromatizada, com pedaços de fruta ou especiarias e ervas aromáticas;- Chá/infusão (sem adição de açúcar);- Ingestão de gelatina (sem adição de açúcar);- Consumo de fruta e legumes com maior teor em água;- Ingestão de sopa rica em legumes. Sem água, nenhuma espécie sobreviveria! Por isso, não se esqueça de beber água com frequência! Um conselho Dieta Pura.

Saber mais

DIA DA ASNEIRA: SIM OU NÃO?

DIA DA ASNEIRA: SIM OU NÃO?

Quando se inicia uma processo de emagrecimento, nem sempre é fácil manter a motivação, pelo que, traçar pequenas metas e estratégias, é fundamental para que este resulte. O "dia da asneira" (cheat meal) pode servir de escape ou compensação pelo esforço e rigor ao longo de toda a semana alimentar. Mas será que na realidade este é benéfico?Nem todas as pessoas são iguais, pelo que, a prática do "dia da asneira" poderá ser um trunfo em algumas pessoas e um erro para outras. Vamos analisar os prós e contras deste hábito para quem está num processo de emagrecimento: PrósMotivação: uma refeição onde possa usufruir de alimentos que não constem no plano alimentar, poderá servir de “miminho” ou compensação pelo esforço semanal, promovendo um momento de bem estar emocional, proporcionando um boost de motivação para continuar a dieta;Socialização: se a refeição for uma escolha para poder ter uma prato “igual” à do seu companheiro, amigos ou família, "sem regras", poderá ter a grande vantagem de não lhe estarem sempre a questionar se está a fazer dieta; ContrasExcedente calórico: o "dia da asneira" deve ser apenas uma refeição e não um dia inteiro de refeições carregadas de gorduras e/ou açúcar, pois, desta forma, poderá levar a um aumento de peso.Indisciplina: o facto de se sair uma vez da rotina alimentar, nomeadamente em planos de dieta restritos, poderá levar a alguma dificuldade no regresso ao plano alimentar saudável, adiando, desta forma, os objetivos e resultados obtidos até então;Transtornos alimentares: abusar das cheat meals poderá levar a uma compulsão alimentar e posterior sensação de culpa extrema, podendo mesmo chegar a episódios de bulimia ou hiperfagia.Descontrolo alimentar: além do "dia da asneira" muitas vezes programado, surgem “exceções” alimentares não programadas tais como, festas de aniversários, jantares de família e/ou amigos, o que leva ao descontrolo do plano alimentar em vários dias numa semana, prejudicando, assim, o objetivo da perda de peso. O sucesso para a perda de peso e manutenção dos resultados obtidos até então devem advir de hábitos alimentares saudáveis e adequados ao seu historial clinico e nutricional. Pelo que se deve evitar uma restrição severa com posterior compulsão alimentar. Desde que defina com o seu nutricionista a frequência com que pode ter estas exceções e peça exemplos de cheat meals, vai conseguir atingir os seus objetivos.

Saber mais

SERÁ QUE AS CALORIAS SÃO TODAS IGUAIS?

SERÁ QUE AS CALORIAS SÃO TODAS IGUAIS?

Usa-se a palavra “calorias” para designar quilocalorias (kcal), que representa a energia necessária para que o organismo desempenhe as suas funções, sejam elas voluntárias ou não. Mas será que as calorias são todas iguais? A resposta à questão é não! Pois alimentos diferentes são digeridos e metabolizados de forma diferente e, como tal, interagem com o nosso corpo de forma distinta. Deste modo, é importante olhar para alimentação como um todo e não apenas para as calorias, pois os alimentos são constituídos por uma combinação variada de macronutrientes e micronutrientes.Além disso, todos os alimentos contêm calorias, sendo que uns mais do que outros. Estas derivam dos macronutrientes (hidratos de carbono, proteína e gordura) que o alimento contém. Sendo que, as gorduras fornecem 9 kcal por grama, enquanto os hidratos de carbono e proteína fornecem 4 kcal por grama. Já os micronutrientes (fibra e água) não têm calorias, pois não desempenham funções energéticas.Quanto à sua função, as gorduras e os hidratos de carbono são fonte de energia, enquanto as proteínas são fundamentais para o processo de crescimento e para a reparação de tecidos.Além destes nutrientes, temos ainda as denominadas calorias vazias: o álcool (7 kcal/g) e os açúcares (4 kcal/g) apenas fornecem energia, não possuem quaisquer nutrientes, daí serem denominadas calorias vazias. Quando o objetivo é emagrecer, é um facto que as calorias importam, mas mais do que criar um défice energético (ingerir menos calorias do que as que consumimos) é importante olhar a outros aspetos importantes: nutrir adequadamente o corpo; controlar o apetite, manutenção da massa muscular e saúde, entre outros. Só assim conseguimos evitar mecanismo compensatórios do nosso organismo que possam contrariar o objetivo final. Por isso não conte calorias, conte nutrientes!  

Saber mais

 PRÁTICAS COMUNS NO VERÃO: mitos ou verdades?

PRÁTICAS COMUNS NO VERÃO: mitos ou verdades?

O Verão é uma estação do ano que exige cuidados com a pele. O período de férias que nos permite passar mais tempo ao ar livre e consequentemente uma maior exposição solar exigem mais cuidados com o nosso corpo para que este se adapte as novas condições. Durante esta época há quem inclua na alimentação mais cenoura, beterraba, tomate, entre outros alimentos ou práticas nutricionais a fim de nutrir e hidratar melhor o corpo, nomeadamente a pele. Mas será que estas práticas são mitos?! Veja as respostas a algumas questões frequentes.- Comer cenoura bem como frutas e legumes de cor laranja ajudam no bronzeado?Verdade! A cenoura bem como a laranja, a abóbora, o mamão e a beterraba são exemplos de alimentos ricos em betacaroteno que é o pigmento que lhes confere a cor laranja. No organismo esse nutriente transforma-se em vitamina A, a responsável pela produção de melanina, o pigmento de coloração da pele. Desta forma a cenoura e alimentos com betacarotenos contribuem para uma tonalidade mais dourada/alaranjada da pele, dando o aspeto de pele bronzeada. - Apanhar sol produz vitamina D?Mito! O sol é fundamental, para uma absorção de vitamina D no organismo, através da pele. Porém, é um mito dizer que absorvemos vitamina D apanhando sol na praia e cobertos de protetor solar. Para produzir vitamina D suficiente, é preciso garantir uma exposição ao sol de cerca de 15 minutos ao dia, sem passar protetor solar. - Água e sumos naturais mantêm a pele hidratada no verão?Verdade! Uma hidratação adequada é necessária não só no verão, mas durante o ano inteiro. Neste período específico, Verão, este cuidado deve ser redobrado uma vez que há maior transpiração. Esta reposição de líquidos deve ser feita pelo consumo de água ou alimentos ricos em água (frutas, legumes). - Bebidas alcoólicas também hidratam?Mito! Ingerir uma boa quantidade de líquidos no período de verão é fundamental, mas esta hidratação não deve incluir bebidas alcoólicas. O álcool aumenta a desidratação, pois inibe a ação da hormona antidiurética, que regula a água no nosso corpo. - É seguro ingerir bebidas com gelo?Mito! O gelo pode ter sido feito com água imprópria, pelo que deve ser evitado. A diarreia do viajante e uma das doenças que mais afeta os turistas devido a ingestão de agua ou alimentos contaminados. A prevenção e fundamental. Em caso de dúvida, beba apenas água engarrafada ou fervida. Ter uma alimentação saudável e equilibrada é o mais importante. Por isso não deixe que estes mitos estraguem esse objetivo! 

Saber mais

DICAS PARA UM CORPO DE VERÃO

DICAS PARA UM CORPO DE VERÃO

Alimentação saudável, prática de exercício físico e descanso são pontos essenciais para preparar um corpo de verão durante o ano inteiro. A realidade é que, só com a chegada do calor e as férias a aproximarem-se, a grande parte das pessoas tem a vontade súbita de mudar hábitos de uma forma abrupta para conseguir resultados o mais rápido possível. Este ano sendo atípico, devido à pandemia (Covid-19), o isolamento social agravou os números de excesso de peso e obesidade em Portugal e de igual forma por todo o mundo que já não eram nada animadores, pois estavam em fase de expansão. Poderá já não ir a tempo de ficar com o “corpo de verão” que desejou, mas todas as mudanças que faça vão ser importantes para reduzir gordura indesejada, ganhar saúde e confiança no seu novo eu. E no fim deste processo em vez de ter o corpo perfeito para o verão terá um corpo saudável que deverá manter ao longo do tempo. Sugerimos algumas dicas para ajudar a emagrecer até ao verão mas que devem ser praticadas ao longo do ano:- Alimentação saudável: não faça a dieta de uma amiga ou vizinha só porque com elas funcionou. Procure ajuda de um nutricionista, e faça uma alimentação adequada as suas necessidades e gostos;- Exercício físico: Pare de usar a falta de tempo como desculpa. Organize o seu dia e guarde pelo menos 30 minutos por dia para praticar exercício físico;- Não corte completamente determinados grupos de alimentos: O facto de se restringir apenas a alimentos com baixo teor de gordura ou carboidratos vai fazer com que perca nutrientes essenciais;- Hidrate-se, ingerindo água: ingira 1,5L de água por dia e não se esqueça que tanto os sumos de fruta, como os refrigerantes ou o álcool são ricos em calorias e açúcar;- Aprenda a ler os rótulos: esteja atento às calorias, gordura, açúcar e fibra;- Como devagar e mastigue bem os alimentos: é fácil comer em excesso quando estamos distraídos ou sentados em frente ao televisor. Comer mais devagar é uma forma mais eficaz de comer menos;- Evite: bebidas açucaradas, snacks embalados e refeições pré-cozinhadas. Estes são apenas alguns exemplos, que podem ajudar de forma eficaz a lidar com a dificuldade da perda de peso. Ainda assim aconselhamos a procura de um profissional qualificado. Na Dieta Pura temos nutricionistas especializados que podem ajudar a que esta tarefa seja mais simples e mais rápida.

Saber mais

DICAS PARA ACELERAR A RECUPERAÇÃO MUSCULAR

DICAS PARA ACELERAR A RECUPERAÇÃO MUSCULAR

Quem pratica desporto, seja de uma forma profissional ou amadora, sabe o quão importante é cada alimento nas mais diversas refeições do dia. É através de uma alimentação saudável e adequada que se consegue melhorar a performance, manter bons níveis de energia e recuperar o músculo. A recuperação muscular após exercício físico é tão importante como a prática do exercício em si. Só desta forma se consegue diminuir as dores e a fadiga dia após dia. Para haver uma melhor adaptação ao treino é importante haver períodos de descanso, para que as dores deem lugar à sensação de bem-estar físico. A recuperação e o repouso são fundamentais para superar a fadiga muscular. Além disso é importante seguires as dicas que te apresentamos de modo a conseguires acelerar a recuperação muscular:- Alimentação: é importante que esta contemple uma dose adequada de proteína, hidratos de carbono bem como vitaminas e minerais. Estes nutrientes são importantes para repor as reservas energéticas, bem como evitar a degradação do músculo.- Hidratação: Uma quantidade reduzida de água pode afetar o músculo, podendo levar a uma propensão de caibras e lesões. Para evitar estes episódios é importante um bom consumo de água ou bebidas desportivas.- Sono reparador: Insónias, noites mal dormidas ou mesmo ciclos de sono desregulados podem aumentar a fadiga muscular, bem como propensão para lesões. Para uma boa recuperação do organismo é importante ter um sono regular.- Dias de repouso: Para evitar a sobrecarga de treino, é essencial contemplar intervalos maiores entre treino e planear treinos de recuperação.- Suplementos: Para colmatar o cansaço e fadiga, os suplementos ajudam a conseguir um aporte suficiente de compostos que possuem propriedades energizantes, ajudando a recuperar a sensação de vitalidade e bem-estar. Apresentamos-lhe o pós-treino Forzalab:POST-WORKOUT XTRA - é um suplemento recuperador que vai nutrir os teus músculos para aumentar a resistência, flexibilidade e redução do DOMS (Delayed Onset Muscle Soreness). Este suplemento conjuga a ação de hidratos de carbono e proteína levando a uma absorção mais rápida, nutrindo, desta forma, o músculo para que este esteja preparado e recuperado totalmente para outro treino.É importante ter em conta que a toma de suplementos para reduzir a fadiga, não resolve a situação na sua totalidade se não houver uma correta alimentação, prática regular de atividade física bem como dormir um número de horas adequadas. Se ainda assim não ficou esclarecido, consulte uma das nutricionistas Dieta Pura.

Saber mais

RETENÇÃO DE LÍQUIDOS: PROBLEMAS E SOLUÇÕES

RETENÇÃO DE LÍQUIDOS: PROBLEMAS E SOLUÇÕES

A retenção de líquidos, acumulação excessiva de água no organismo, resulta da produção, da retenção exagerada ou da insuficiente drenagem do líquido intersticial existente entre as células, levando a edema (inchaço). Pode causar inchaço nas mãos, pés, tornozelos e pernas. Existem várias razões pelas quais acontece, muitas delas nem são tão graves, contudo deve ter cuidado para não piorar a sua saúde. Aqui ficam as principais:- Alimentação rica em sal, açúcar e/ou gordura;- Baixa ingestão de líquidos;- Obstipação;- Estar muitas horas sentado ou de pé parado;- Alterações hormonais (nomeadamente em mulheres);- Doenças renais ou outas doenças crónicas do fígado;- Temperatura elevada do ambiente ou exposição solar; Para manter o equilíbrio de líquidos no nosso organismo, ou seja, a homeostasia, é recomendada a ingestão de 1,5 a 2 litros por dia. Apesar desta recomendação ser uma das mais importantes, é essencial ter em conta outras:- Diminuir sal na alimentação, bem como evitar ingerir alimentos que contenham grande quantidade de sódio (ex: charcutaria, conservas, …);- Aumente a ingestão de alimentos magnésio e vitamina B6 (ex: banana, leguminosas, frutos secos, …);- Manter-se ativo, nem que seja fazer algum tipo de exercício físico em casa;- Ingerir alimentos ricos em água (fruta, sopa, legumes, gelatina);- Evitar alimentos ricos em hidratos de carbono refinados (açúcar e farinha refinada); Para além destas dicas, poderá ainda usar suplementos com efeito drenante. Na Dieta Pura temos 3 fórmulas que podem complementar o tratamento da retenção de líquidos. Estes suplementos combinam a ação de várias plantas que se complementam entre si: DIETA PURA DRAINER (Cavalinha, Bétula & Alcachofra)Ação Drenante, sem estimulantesDepuração global do organismo DIETA PURA DROP&GO (Bétula, Cavalinha & Orthosiphon)Formula mais concentradaApresentação mais cómodaAção drenante sem estimulantes DIETA PURA MAX DEPUR (Curcuma, Cavalinha & Dente de Leão)Drenagem eficaz & depuração máximaPerda de pesoAção intestinalControlo da ansiedade Siga as dicas Dieta Pura e tenha uma vida mais saudável!

Saber mais

ATINGI O PESO IDEAL. E AGORA?

ATINGI O PESO IDEAL. E AGORA?

Quando se fala em perda de peso, não basta apenas fazer exercício físico e uma dieta restrita. Para tratar o excesso de peso e obesidade, é necessário ir mais a “fundo”. Devem-se estudar comportamentos, pois grande parte das pessoas faz “dieta” momentaneamente e depois volta novamente às rotinas alimentares e comportamentais quando chega ao peso ideal. Isto leva a um constante emagrecimento iô-iô, nada benéfico para a saúde.Se tem o pensamento de que pode comer tudo quando chegar ao peso ideal, é bom que haja alteração, caso contrário passado 6 meses a um ano vai estar com o dobro do peso. O seu foco/pensamento deve ser de que a mudança é para a vida e não apenas no momento em que decide perder peso. Tal como todas as pessoas vai poder comer alimentos mais calóricos, mas isso não deverá ser um hábito recorrente, servindo apenas de exceção, livrando-se, deste modo, dos antigos hábitos alimentares. Para que possa manter o foco numa alimentação saudável, mude os seus hábitos:- Não se limite apenas no que não pode fazer ou comer;- Crie uma escala de sensação de fome antes e depois de comer;- Aponte todas as refeições que faz;- Tome um bom pequeno-almoço e faça todas as refeições intermédias;- Evite comer a olhar para a televisão;- Não faça compras com fome;- Permita-se a uma exceção por semana na dieta;- Peça ajuda a amigos e/ou familiares;- Seja paciente e realista. Todas estas dicas poderão ser uma ajuda num processo de perda de peso, devendo ser mantidas quando já tiver atingido o seu objetivo. Por isso respondendo de uma forma clara à questão inicial, a sua alimentação deve ser semelhante a que fez durante todos as etapas da dieta e não incluir alimentos “prejudiciais” à manutenção do peso! Para um melhor controlo do peso, deverá manter as suas consultas de nutrição, mesmo quando chegar ao seu objetivo, nem que seja de 3 em 3 meses ou de ano a ano, deste modo conseguirá ter maior sucesso na manutenção de um peso saudável. Siga os conselhos Dieta Pura e mantenha os seus objetivos, sempre!

Saber mais

O SEGREDO PARA PERDER PESO

O SEGREDO PARA PERDER PESO

“O excesso de peso e a obesidade não param de aumentar em Portugal. Se nada for feito, entre 2020 e 2050, a epidemia vai roubar 2,2 anos de esperança média de vida aos portugueses”. (The Heavy Burden of Obesity: The Economics of Prevention) A obesidade tem um enorme impacto na saúde, estando associada a múltiplas patologias, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia, síndrome metabólica, apneia do sono, entre muitas outras patologias ou alterações no organismo.Hoje falamos-lhe do segredo para a perda de peso, para que possa prevenir o aparecimento das mais diversas doenças. E o segredo não é nada mais do que o DÉFICE CALÓRICO! O nosso balanço energético depende diariamente das calorias que consumimos e despendemos. Este balanço pode variar entre excedente, equilíbrio e défice. E o que é necessário à perda de peso é o défice. Para tal é necessário que o consumo de calorias seja menor do que aquelas que gastamos no nosso dia-a-dia. Para isso é necessário:- Diminuir o consumo calórico (ingerir menos calorias através da alimentação);- Aumentar o gasto calórico (praticando exercício físico);- Combinar as duas opções anteriores (alimentação saudável e prática de exercício físico). Independentemente da escolha que faça (dieta e/ou exercício físico), esta deve ser sempre adequada a si de modo a que consiga cumprir e atingir desse modo a perda de peso.Quando falamos em perda de peso o segredo é apenas o défice calórico, ainda assim esta perda de peso deve ser gradual, saudável e sustentável ao longo do tempo. Para tal temos de olhar a outros aspetos importantes:- Nutrir adequadamente o corpo (escolha de alimentos);- Controlar o apetite (através de técnicas de relaxamento e opções de refeições);- Manutenção da massa muscular e saúde (fazer dieta equilibrada com acompanhamento de um nutricionista). Embora o conceito de défice calórico pareça simples de colocar em prática, existem mecanismos compensatórios do nosso organismo que podem impedir o objetivo. Para tal, a solução para a perda de peso passa por acompanhamento nutricional por um profissional, onde o défice calórico é ajustado às suas necessidades diárias. Cuide da sua alimentação para, deste modo, viver mais anos e com mais qualidade de vida! 

Saber mais

DICAS PARA UM DIA-A-DIA MAIS SAUDÁVEL

DICAS PARA UM DIA-A-DIA MAIS SAUDÁVEL

#Dia Mundial da Saude

Hoje comemora-se o DIA MUNDIAL DA SAÚDE e numa fase em que estamos mais tempo em casa, vimos falar-lhe de como a alimentação saudável é fundamental para o bem-estar físico e mental. Entende-se que alimentação saudável consiste numa dieta composta por proteínas, hidratos de carbono, lípidos, fibras, vitaminas e minerais. Para tal, necessitamos de um alimentação variada e que ofereça todo o tipo de alimentos, sem abusos nem restrições. Sendo assim, e para que consiga suprir as suas necessidades nutricionais, é necessário uma combinação de vários alimentos, pois alguns nutrientes estão mais concentrados num determinado grupo de alimentos do que noutros. Além disso, é importante salientar que as necessidades ao longo da vida se modificam e sofrem alterações, dependendo da idade, estilo de vida, metabolismo, entre outros fatores.Uma ingestão de alimentos como fruta, vegetais, gorduras “boas”, proteínas magras e hidratos de carbono complexos, permitem a manutenção equilibrada do funcionamento do corpo humano. Estas reduzem a possibilidade do aparecimento de doenças e combatem outras já instaladas no organismo, através do fornecimento de nutrientes essenciais. Para tornar o seu dia-a-dia mais fácil, nesta fase difícil, tenha em conta as seguintes dicas:- Compre apenas alimentos essenciais e com valor nutricional adequado às suas necessidades, evitando produtos açucarados, “empacotados” ou ricos em gorduras;- Elabore receitas equilibradas, diminuindo, desta forma, a procura de refeições prontas e snacks embalados;- Procure nutrir e reforçar a sua imunidade, escolhendo alimentos ricos em Vitaminas C e E, Selénio, Zinco, Probióticos, Ácido fólico e Ómega 3, pois estes favorecem a produção de células de defesa de uma forma eficiente;- Mantenha-se ativo em casa, tanto fisicamente como mentalmente;- Não descure a hidratação, ingira bastante água, chá e infusões. Para poder adequar as suas necessidades atuais e possíveis ajustes ao seu plano nutricional, temos disponível aconselhamento à distância com o (a) seu (ua) habitual nutricionista. Contacte-o (a) e mantenha a sua saúde em forma.

Saber mais

A IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESPORTO

A IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESPORTO

Uma alimentação adequada, através da ingestão de energia e nutrientes necessários a cada desporto, tem a capacidade de melhorar a performance atlética e promover uma boa recuperação após treino ou prova. Já um consumo desadequado pode levar a perda de massa muscular, perda de força, risco de fadiga e lesão, comprometimento da função imunitária, endócrina, entre outros.Qualquer tipo de desporto apresenta um desgaste para o organismo através de diversos fenómenos fisiológicos, como: inflamação, stress oxidativo, perda de fluidos e minerais, … Desta forma uma alimentação saudável é papel preponderante para uma preparação, recuperação e consecutivamente melhor performance e saúde do atleta. Não só o plano de treino deverá ser prioridade para o atleta (amador ou profissional).Para que se chegue a uma harmonia entre nutrição e exercício físico não basta comer qualquer alimento, é necessário que a alimentação seja adequada de modo a dar resposta às principais necessidades. Numa consulta de nutrição especializada em desporto, terá acesso a:- Plano de nutrição individualizado: cada tipo de desporto é diferente (nível, duração, frequência de treinos/provas,…) e cada atleta tem as suas caraterísticas (estado nutricional idade, sexo, frequência,…). Deste modo as escolhas alimentares devem ser ajustadas caso a caso e ter em consideração as caraterísticas referidas anteriormente;- O que comer num pré treino/prova: entre 4 horas a 30 minutos antes é importante o atleta ingerir uma refeição, preferencialmente rica em hidratos de carbono. É essencial adaptar o horário e as escolhas consoante a tolerância do atleta para evitar desconforto abdominal;- O que comer após o treino/prova: neste período que sucede a prática de exercício físico é necessário ter em conta vários aspetos, tais como: fazer uma reposição de reservas de energia através de alimentos que contenham hidratos de carbono; reposição de fluidos e minerais através de uma ingestão de água e eletrólitos; recuperação muscular através da ingestão de proteína, entre outros. Posteriormente poderão ser usados alimentos ricos em antioxidantes para diminuir o stress oxidativo provocado por os radicais livres formados durante a prática de exercício físico;- Hidratação adequada: um consumo desadequado de água antes, durante e após a prova pode levar a desidratação que consecutivamente leva a aparecimento da fadiga precocemente e desequilíbrio em vários processos do organismo. Daí ser importante não só uma boa escolha alimentar mas sim um adequado consumo de água;- Suplementação adequada: ponderar o uso de suplementos alimentares para melhoria do rendimento desportivo e/ou auxilio nas necessidades nutricionais especificas. Assim, a alimentação, suplementação e aconselhamento por parte de um(a) nutricionista poderá fazer a diferença para quem quer ser um dos melhores. Na Dieta Pura temos o Método Forzalab, um serviço de nutrição desportiva, para que possa ter o melhor acompanhamento através dos melhores profissionais. Saiba mais aqui: https://www.dietapura.pt/metodo-forzalab

Saber mais

QUAL A COMPOSIÇÃO CORPORAL IDEAL?

QUAL A COMPOSIÇÃO CORPORAL IDEAL?

A valorização da imagem não é recente, já na Grécia antiga (no berço das olimpíadas) viam o corpo como algo a ser idolatrado, pois acreditavam que um corpo perfeito tornava as pessoas perfeitas. Quanto melhor o seu físico, melhor a sua mente, uma frase célebre de Platão ilustra isso: “Corpo São, Mente Sã”. Nos dias de hoje o aspeto físico parece ser uma das caraterísticas mais relevantes para a sociedade atual. Ainda assim ter o peso certo não garante que se esteja em forma e/ou saudável.A avaliação da composição corporal é um importante aspeto na determinação da condição física, em qualquer processo de emagrecimento ou na prevenção e tratamento de diversas doenças crónicas como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia, etc. Ou seja é extremamente importante pela sua relação com o estado de saúde, dado ser indiscutível que tanto o excesso de gordura corporal, como o défice de massa magra apresentam relação direta com uma série de fatores de risco para o aparecimento ou o agravamento de condições desfavoráveis para a saúde.A composição corporal reflete a avaliação de todo o peso no nosso corpo, subdividindo-se em massa gorda e massa isenta de gordura. A massa gorda reflete a totalidade do tecido adiposo do corpo, enquanto a massa isenta de gordura engloba músculo, órgãos, ossos e fluidos corporais. Saiba como analisar corretamente o seu corpo:- A avaliação da massa gorda pode ser feita por diversos métodos, ainda assim as formas mais comuns são: balanças de bioimpedância e as pregas cutâneas.- A quantidade de gordura corporal ideal é diferente para homens e mulheres, sendo estes valores superiores na mulher. Para um homem pode variar entre 15 e 20%, numa mulher entre 20 e 25%. Porém estes valores aumentam ou diminuem com a idade, prática de atividade, entre outros fatores.- Uma composição corporal ideal implica também um bom percentual de massa isenta de gordura, pois este valor reflete na sua maioria o percentual da massa muscular. Ainda assim os estudos científicos não são consistentes na determinação de valores de referência pelo que se recomenda entre 25 e 35% para mulheres e 40 a 44% para homens. Estes valores depende de igual forma da idade, condição física, entre outros fatores. Para uma manutenção da saúde ou um emagrecimento saudável, deve focar-se não só no peso, mas sim em apresentar uma baixa quantidade de gordura e manutenção ou mesmo aumento da massa muscular (massa magra). Para que isto aconteça há vários fatores a ter em conta: alimentação saudável, pratica regular de exercício físico, horário de descanso/sono adequados, além de outros hábitos saudáveis como não fumar, não ingerir bebidas alcoólicas, açúcares refinados, entre outros fatores.Na Dieta Pura pode contar com um serviço de nutrição completo, onde é feito um acompanhamento personalizado, medição de valores através de balança de bioimpedância e máquina de ressonância magnética (quântica) e um plano de nutrição adequado aos seus objetivos.Marque já a sua consulta. Veja os Pontos de Nutrição Dieta Pura mais próximos de si: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

A IMPORTÂNCIA DA PROTEÍNA NO DESPORTO

A IMPORTÂNCIA DA PROTEÍNA NO DESPORTO

As proteínas são nutrientes essenciais: fazem parte da estrutura básica dos tecidos (músculos, tendões, pele, unhas, etc.) e desempenham funções metabólicas e reguladoras (absorção e transporte de oxigénio e nutrientes ao sangue). Quando falamos de um desportista ainda se torna mais importante o consumo de proteína, seja ela através da alimentação e/ou suplementação.A recomendação de proteína para um adulto saudável é de 0.8g/Kg/dia, enquanto que para atleta, pode variar entre 1,2 a 2,5g / Kg/ dia. Esta necessidade de maior ingestão de proteína, pode ocorrer devido a micro-lesões causadas nos tecidos musculares, mudanças no metabolismo de aminoácidos, lesões musculares, entre outros fatores. Se pratica desporto de alto rendimento, frequenta um ginásio, faz running, BTT ou outra modalidade (mesmo que de uma forma amadora), saiba que a proteína é essencial para:- Nutrir o músculo;- Desenvolvimento e manutenção dos músculos;- Recuperação e diminuição de fadiga;- Aumentar a saciedade;- Fornecer aminoácidos essenciais para um bom equilíbrio hormonal;- Regenerar as fibras musculares de uma forma rápida;- Melhorar performance desportiva. De um modo geral, podemos obter proteína através da alimentação diária, consumindo carne, peixe, ovos, laticínios, leguminosas, etc. Quando não se consegue atingir as necessidadesnutricionais apenas através dos alimentos convencionais, devem ser usados suplementos. A Dieta Pura aconselha a gama de proteínas Forzalab: Whey Supreme, Iso Whey Power ou Vegan Protein, para melhores resultados.Para saber qual a melhor opção de proteína e a quantidade necessária, consulte uma nutricionista especializada em Desporto num dos pontos Dieta Pura perto de si. Veja onde estamos aqui: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

IMPORTÂNCIA DAS VITAMINAS NA DIETA

IMPORTÂNCIA DAS VITAMINAS NA DIETA

As vitaminas são consideradas elemento essencial na homeostasia do corpo humano, sendo importante inclui-las não só através de alimentos, mas reforçar com um suplemento multivitamínico quando iniciamos uma dieta, para prevenir o aparecimento de fadiga e manter uma boa saúde no geral. As doses diárias recomendadas para cada vitamina variam de acordo com género, idade, estado de saúde, prática de atividade física, entre outros fatores.A alimentação que fazemos no dia-a-dia leva a que o nosso organismo “queime” ou “guarde” nutrientes e isso é regulado por processos bioquímicos ativados por enzimas. As vitaminas auxiliam no metabolismo celular ao favorecerem reações químicas que permitem a absorção dos nutrientes. Quando estas estão em défice, todos os processos ficam afetados.Numa alimentação restritiva (dieta restrita) não se consegue suprir o organismo com quantidades mínimas de proteínas, fibras, vitaminas e minerais alterando deste modo o bom funcionamento do organismo. Além disso a gordura dos alimentos auxilia na absorção de vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, D, E e K), sendo que uma dieta com baixo teor de gordura poderá causar deficiência nestas vitaminas, levando a um desequilíbrio. De modo a manter um bom funcionamento do organismo e para não ocasionar problemas de saúde devemos suplementar com um Multivitamínico ou algumas vitaminas específicas, durante uma dieta restrita. Para tal podemos recorrer a:Vitamineral Strong (Dietmed): é um suplemento que contém na sua composição geleia real e é rico nas mais diversas vitaminas e minerais. Benefícios:Ajuda a manter o equilíbrio de vitaminas e minerais para as exigências do dia-a-dia;Contribui para o bem-estar geral;Equilibra o metabolismo produtor de energia atenuando o cansaço e fadiga;Reforça o sistema imunitário e contribui para o seu normal funcionamento.Contribui para a manutenção de uma pele e cabelo normal. Se está a seguir uma dieta ou tem alguma condição que pode causar carência de vitaminas, deve procurar ajuda de um Nutricionista de modo a equilibrar o bom funcionamento do organismo. Na Dieta Pura temos os melhores profissionais na área da Nutrição. Procure um dos pontos Dieta Pura e comece já um estilo de vida mais saudável.Veja onde estamos aqui: https://www.dietapura.pt/onde-estamos

Saber mais

O QUE COMER APÓS O TREINO?

O QUE COMER APÓS O TREINO?

#Dicas Forzalab

Para que se chegue a uma harmonia entre nutrição e exercício físico, não basta comer qualquer alimento, é necessário que haja um equilíbrio entre a alimentação e vários outros fatores. Assim, a alimentação deve ser adequada ao tipo de desporto, duração/intensidade do treino/prova, género, idade, estado nutricional, entre outros fatores, a considerar individualmente com o desportista, seja ele de alto rendimento ou “amador”.O período pós-treino é considerado essencial para uma boa recuperação muscular e reposição de energia e nutrientes. É com esta refeição que reparamos micro-lesões provocadas no tecido muscular pelo treino; repomos as reservas de glicogénio, fluidos e eletrólitos e restabelecemos o equilíbrio do organismo de modo a promover uma boa recuperação e diminuir a sensação de dor e cansaço. A refeição após o treino deve ser feita imediatamente a seguir ao treino (primeiros 30 minutos a 1 hora), pois o nosso organismo está mais recetivo, deste modo a absorção está facilitada. Além disso deve ser composta por os seguintes nutrientes:- Proteína: aumento ou manutenção da massa muscular;- Hidratos de carbono com alto índice glicémico: reposição de glicogénio muscular;- Omega 3: auxilia na diminuição da inflamação;- Antioxidantes: bloquear e neutralizar a ação de radicais livres Todos estes nutrientes podem ser obtidos através da alimentação, ainda assim poderá ser necessária a toma de suplementos - BCAA’s, Omega 3, ZMA, por não se conseguir atingir as necessidades nutricionais totais do desportista.Suplementos pós-treino, como Post Workout Xtra da Forzalab, são uma forma mais fácil de se atingir as necessidades de cada um dos nutrientes. Há várias opções de suplementos, pelo que as escolhas devem recair sobre a necessidade de cada desportista, garantindo assim a nutrição adequada. Siga as dicas Forzalab e atinja os resultados de um verdadeiro desportista.

Saber mais

O QUE É A GORDURA VISCERAL?

O QUE É A GORDURA VISCERAL?

Considerada como a mais perigosa a nível da saúde, a gordura visceral, é um tipo de gordura que se acumula em camadas profundas da zona abdominal e envolve diversos órgãos dessa zona (coração, estômago, intestino, pâncreas, fígado, etc). Para se diagnosticar, poderá ser feita uma leitura de bioimpedância da sua massa gorda para calcular a percentagem que corresponde à gordura visceral ou através da medição do perímetro abdominal, por um profissional de saúde.A presença de uma barriga “saliente” é evidência de que há gordura visceral acumulada. O excesso deste tipo de gordura leva a uma predisposição para várias doenças, tais como: diabetes tipo 2, hipercolesterolémia, hipertensão, entre outras. Para diminuir ou eliminar gordura visceral é necessário um conjunto de mudanças aos hábitos alimentares e de exercício físico. Sigas as dicas para otimizar o resultado:- Elimine alimentos que contenham gorduras TRANS: este tipo de gordura está presente em alimentos embalados e processados, leia atentamente os rótulos dos ingredientes;- Evite alimentos açucarados: elimine açúcares refinados (bolos, bolachas, refrigerantes,…) e reduza a ingestão de hidratos de carbono de acordo com as suas necessidades energéticas diárias;- Faça uma alimentação rica em fibra e proteína: uma dieta rica em fibra (flocos de aveia, vegetais, …) e em proteína (ovo, carne, peixe, leguminosas, …) leva a uma diminuição da sensação de fome e diminui a absorção;- Pratique exercício físico: independentemente do tipo de exercício (cardio ou musculação) é necessário definir uma periodicidade semanal e intensidade suficientes para atingir o objetivo;- Não beba álcool: reduza ou elimine a ingestão de álcool para um melhor resultado;- Reduza os níveis de stress: procure ter um descanso adequado durante a noite e aprenda a fazer uma boa gestão do stress, experimentando técnicas de relaxamento (Yoga, Pilates, descontrair com a família, terapia de relaxamento, etc). Além destas estratégias poderá juntar suplementos termogénicos, tais como: Dieta Pura Fat Burn ou Dieta Pura Burner de modo a acelerar o metabolismo e facilitar a perda de gordura. Mesmo que tenha um peso adequado às suas caraterísticas pode ter gordura visceral em excesso. Procure um Nutricionista do Serviço de Nutrição Dieta Pura e verifique a sua gordura visceral, deste modo poderá prevenir o aparecimento de doenças.

Saber mais

O LANCHE PERFEITO DE QUEM TREINA

O LANCHE PERFEITO DE QUEM TREINA

#Dicas Forzalab

Uma alimentação equilibrada e um treino adequado, devem andar “de mãos dadas” uma vez que alguns alimentos podem ser considerados uma ferramenta útil para “prolongar” o treino. Para garantir uma boa performance e máxima energia a cada treino, é necessário que os lanches antes ou depois do treino, sejam ricos em alimentos nutritivos. Os alimentos ideais para cada desportista vão depender de muitos fatores, tais como: objetivo, modalidade, duração de treino/prova, idade e género do atleta, entre outros. Antes do treino, cerca de 1h a 2h30 é fundamental fornecer energia ao organismo com alimentos que possam evitar o catabolismo induzido pelo treino. Esta refeição deve ser rica em hidratos de carbono e alguma proteína. Para evitar refluxo ou desconforto gastrointestinal devem ser evitados alimentos líquidos.Exemplo de lanche pré-treino: 2 Fatias de pão de mistura com 2 fatias de salmão fumado e 1 Punhado de frutos secos. Depois do treino, as necessidades são diferentes. Nesta fase é essencial ingerir alimentos que possam auxiliar na recuperação muscular, como: hidratos de carbono de elevado índice glicémico, proteína e antioxidantes. É importante que esta refeição seja feita no máximo até 30 minutos após o treino para uma melhor absorção e transporte de nutrientes às células.Exemplo de lanche pós-treino: 1 Iogurte tipo skyr com 1 punhado de frutos vermelhos + ½ Banana polvilhado com cacau. Quando não há a possibilidade de fazer refeições antes ou após o treino com alimentos convencionais ou as exigências do treino requeiram quantidades exageradas de um tipo de alimento para garantir algum nutriente específico, deve ser ponderado o uso de suplementos.Existem fórmulas que combinam os nutrientes essenciais para um pré-treino (Pre-Workout Xtra da Forzalab) ou pós-treino (Post-Workout Xtra) para que estes snacks sejam rápidos e práticos.Em alternativa podem ser usadas fórmulas com um nutriente isolado ou um conjunto mais específico de nutrientes de forma a otimizar resultados e objetivos. Exemplo de suplementos pré e pós-treino Forzalab: Iso Whey Power; Gainer Mass; BCAA 8:1:1 Max; Carnitine 3000, entre outros. O mais importante é conhecer as reações do seu corpo a cada alimento de modo a poder adotar uma alimentação equilibrada e obter desta o melhor rendimento.Siga as dicas Forzalab e torne-se um verdadeiro atleta!

Saber mais

SÍNDROME DA FOME NOTURNA?

SÍNDROME DA FOME NOTURNA?

O que é e o que fazer?

A Síndrome da fome noturna foi descrita na década de 50 e, segundo os autores, caracteriza-se por excesso de fome à noite, o que leva a um consumo de calorias excessivo neste período de tempo. Acredita-se que este problema esteja presente em 25% da população com excesso de peso. O ritmo circadiano é o equilíbrio que ocorre no nosso organismo durante a noite e o dia (sono e vigília), bem como todos as adaptações necessárias no corpo para que isto ocorra. E é aqui que está possivelmente um dos problemas.  Ainda assim, a fome à noite poderá ser provocada por uma série de razões, tais como:-Estados de ansiedade, nervosismo, frustração ou preocupação;-Alterações hormonais, nomeadamente no cortisol;-Poucas refeições durante o dia, ou baixas quantidades;-Má distribuição dos macronutrientes, nomeadamente hidratos de carbono e proteína;-Abundância de alimentos calóricos em casa;-Desidratação;-Picos de insulina, o que provoca quebras de açúcar. Para diminuir a sensação de fome à noite, deve começar por mudar comportamentos (estilo de vida e alimentação). Caso o problema persista deve consultar um médico para lhe prescrever análises bioquímicas e perceber se existe algum descontrolo hormonal. A par disso poderá necessitar de acompanhamento de um nutricionista e psicólogo para ultrapassar este problema. Comece por fazer estas pequenas alterações e sinta a fome noturna a desaparecer:- Consuma proteína (carne/peixe, leguminosas, ovo, lacticínios, etc) em todas as refeições;- Aumente o consumo de alimentos ricos em fibra (cerais integrais, legumes, sementes, leguminosas, etc) de modo a que a digestão e absorção sejam feitos lentamente;- Faça pequenas refeições ao longo do dia, evitando o aumento de fome no fim de dia (noite);- Inicie exercício físico regular e mantenha-se ativo;- Evite qualquer fator que possa influenciar o sono, como ingestão de cafeina, exposição a luz azul, atividade física, entre outras situações antes de se deitar;- Regularize o sono e tente dormir pelo menos 6 a 8 horas por noite;- Evite alimentos de alta densidade calórica em casa (alimentos ricos em gordura e açúcar);- Mantenha-se hidratado, beba entre 1,5L a 2L de água por dia. Pequenas mudanças no estilo de vida ou a procura de um profissional de saúde podem trazer grandes benefícios para a sua vida! Na Dieta Pura cuidamos de si. Marque já uma consulta num dos pontos de nutrição Dieta Pura perto de si.

Saber mais

COMO EVITAR O USO DE ANTIBIÓTICOS?

COMO EVITAR O USO DE ANTIBIÓTICOS?

#Dia Europeu do Antibiótico

Desde a descoberta dos antibióticos, que estes servem de base a muitos tratamentos na medicina moderna. O seu uso excessivo e indevido tem vindo a provocar uma resistência a antibióticos, ameaçando a capacidade de combater doenças infeciosas e a apoiar procedimentos médicos. O Dia Europeu do Antibiótico, que se comemora hoje, tem como objetivo, aumentar a consciencialização global sobre a resistência a antibióticos, encorajando a melhores práticas entre a população e profissionais de saúde.Para combater infeções há pequenos gestos no dia-a-dia que podemos adotar, como: lavar as mãos antes de preparar alimentos, desinfetar bem frutas e legumes, cozinhar bem ovos e carne de porco, entre outros.Ainda assim podemos apostar na prevenção, através do fortalecimento do nosso sistema imunitário, evitando, deste modo, o uso de antibióticos de uma forma desnecessária. Exemplo disso é o tratamento de uma constipação através de uma alimentação rica em vitaminas e minerais, protetoras do sistema imunitário (laranjas, cogumelos, gengibre), descanso, boa hidratação (aumento do consumo de água ou chá) e suplementação adequada. O uso de antibióticos acarreta outras contra indicações além da resistência, como é o caso da disbiose intestinal (desequilíbrio entre microrganismos benéficos e patogénicos do nosso organismo) e obstrução do bom funcionamento hepático (sobrecarga de toxinas no fígado). Estes fatores podem levar a náuseas, diarreia, inchaço, dor abdominal, perda de apetite, entre outros problemas do foro digestivo.Por isso, sempre que tiver de tomar um antibiótico, aconselhamos o uso de um probióticos ( Bacidofilus Plus) e um suplemento detox (Dieta Pura Detox) de modo a evitar a carência de bactérias “protetoras” ao nosso sistema imunitário e desconforto no trato digestivo/intestinal. A alimentação durante esta fase deve ser alcalina, de modo a diminuir a inflamação existente e a melhorar o metabolismo das toxinas que possam ser libertadas por os antibióticos.Aconselhamos que use antibióticos apenas quando há prescrição médica, sem o compartilhar com outras pessoas, tomando no tempo e dose prescrita. O mau uso dos antibióticos coloca toda a população em risco.Ainda assim adote um estilo de vida saudável, com uma alimentação equilibrada e variada de modo a prevenir a doença. Consulte uma nutricionista Dieta Pura e saiba como conseguir esse estilo de vida saudável. 

Saber mais

AÇÚCARES … O PERIGO ESCONDIDO

AÇÚCARES … O PERIGO ESCONDIDO

#Dia Mundial da Diabetes

Hoje comemora-se o Dia Mundial da Diabetes, que é considerada uma doença com incidência crescente. Portugal posiciona-se entre os países europeus que registam uma das mais elevadas taxas de prevalência da Diabetes a qual foi estimada em 13,3% da população portuguesa. A Diabetes é uma doença que requer um controlo adequado para evitar complicações, como doença cardiovascular, insuficiência renal, cegueira e danos no sistema nervoso. Os diabéticos não necessitam de excluir da sua alimentação açúcares ou alimentos ricos em açúcar, precisam, sim, saber escolher os alimentos consoante o tipo e quantidade de açúcar que eles contenham. Existem vários tipos de açúcar, o que difere entre eles são: as matérias-primas, formas de refinamento, textura, sabor e composição nutricional. A maioria das pessoas nem dá conta da quantidade de açúcar que ingere diariamente, seja porque o consome de uma forma espontânea (ex: adicionar açúcar no café ou chá) ou de uma forma oculta, que a indústria insiste em somar aos alimentos (ex: bolachas digestivas). TIPOS DE AÇÚCAR:- Açúcar refinado: apresenta cor branca e contém 99,9% de sacarose, é bastante processado e é a variedade mais usada;- Açúcar líquido: coloração transparente é usual encontrar-se em refrigerantes e rebuçados;- Açúcar de pasteleiro: açúcar fino e cristalino, é o açúcar branco moído até obter um pó fino. É usado para polvilhar;- Açúcar mascavado: apresenta coloração bege ou acastanhado, contém uma dose superior de melaço. Contém menos aditivos e conserva mais vitaminas e minerais que o açúcar refinado;- Açúcar amarelo: conhecido com uma cor dourada, é refinado sem eliminar por completo o melaço e apresenta um grande teor de humidade;- Açúcar de coco: cristais de maiores dimensões, hoje em dia já é uma alternativa para adoçar chás, sobremesas, etc. Não contém químicos na sua formulação e apresenta baixo índice glicémico;- Frutose: é extraído da fruta e milho, tem o poder de adoçar 30 vezes superior ao açúcar comum (refinado);- Xarope invertido: é um líquido amarelado, composto por 1/3 de glicose, 1/3 de frutose e 1/3 de sacarose. É usado em gelados, geleias, etc. Não existe propriamente um açúcar mais saudável, sendo que o “truque” passa por reduzir o consumo do mesmo. Mas não chega apenas retirar um destes tipos de açúcar lá de casa, é necessário olhar para o rótulo de todos os alimentos que ingerimos, pois estes contêm açúcar adicionado e o nome nem sempre é simples de perceber. Truques que pode adotar para evitar o açúcar na sua alimentação:- Substitua o açúcar por canela, essência de baunilha, cacau, lascas de coco ou fruta;- Reduza o açúcar que adiciona ao chá e ao café até o eliminar por completo;- Evite o consumo regular de sobremesas;- Caso não consiga abdicar por completo do açúcar, use stevia (um adoçante natural);- Analise os rótulos dos produtos que compra. Opte por os que têm um menor teor de açúcar simples e esteja atento em nomes como sacarose, maltose, lactose, sorbitol, poliglicitol, entre outros, pois são outras formas de denominar açúcar. Aliar saúde e sabor deixa os alimentos ainda mais gostosos. Tudo é uma questão de bom senso. Consulte um nutricionista Dieta Pura e aproveite os benefícios dos açúcares.

Saber mais

CHÁS E INFUSÕES, BENEFÍCIOS

CHÁS E INFUSÕES, BENEFÍCIOS

O nosso corpo é constituído maioritariamente por água e é fundamental em todos os processos do nosso organismo. Quando se torna difícil o seu consumo, os chás ou infusões são uma alternativa. Uma das bebidas mais tradicionais do mundo é o chá, independentemente da planta, este está associado à saúde, emagrecimento e bem-estar. O chá pode acrescentar sabor, tornando a água mais apelativa e com propriedades benéficas à nossa saúde.Para lhe apresentar os benefícios desta bebida é importante desmistificar a diferença entre chás e infusões. Para ser denominado chá, tem de ser proveniente das folhas da Camellia Sinensis, uma planta nativa da China, mas cultivada atualmente em mais de 30 países. Desta planta obtêm-se vários tipos de chá, como o verde, branco e preto.Apesar de provenientes da mesma espécie (Camellia Sinensis), os chás diferem no sabor e aroma que os carateriza, isto deve-se aos diferentes processos de secagem e oxidação. Os chás contêm na sua composição teína (cafeína do chá) e propriedades medicinais comprovadas devido à presença de compostos como flavonoides, polifenóis, catequinas, vitaminas e sais minerais. As infusões são feitas a partir de plantas (sementes, folhas, raízes) ou casca de fruta, como é o caso do chá de camomila, tília, erva príncipe, casca de abacaxi, etc. O consumo de chás e infusões pode trazer diversos benefícios, tais como:- Ajuda a aumentar o consumo de água, mantendo uma boa hidratação;- Poderá ser usado como substituto de bebidas açucaradas, em restrição de calorias (dieta);- Prevenir envelhecimento das células, devido as suas propriedades antioxidante (ex: chá verde);- Importantes aliados no processo digestivo (ex: infusão de rooibos);- Prevenção e tratamento de diversas doenças (neurológicas, cardíacas, infeciosas);- Diminuem os estados de stress e insónias, promovendo uma sensação de relaxamento (ex: infusão de camomila);- Proteção para os dentes, como contém flúor contribui pra o endurecimento do esmalte dentário. Apesar de todos os benefícios que lhe apresentamos, não podemos pensar que os chás/infusões são inócuos, pois tal como os alimentos ou medicamentos, pode haver interações. Daí, recomenda-se que consulte um especialista na área da saúde se quiser beber uma quantidade superior ou caso tome algum medicamento, para o informar se é o melhor chá para si e as doses diárias a ingerir. Com os conselhos Dieta Pura, tenha um estilo de vida mais seguro e saudável!

Saber mais

COGUMELOS, O SUPERALIMENTO DESTA ÉPOCA

COGUMELOS, O SUPERALIMENTO DESTA ÉPOCA

Os cogumelos são muitas vezes confundidos e preparados como legumes, mas na realidade são fungos, apresentando-se de várias formas, tamanhos e cores. Embora eles possam ser cultivados, os cogumelos crescem de uma forma selvagem nesta época do ano (Outono). Ainda assim, é preciso ter algum cuidado ao escolher os cogumelos, pois existem inúmeras espécies e na maioria delas, tóxicas. Já os nossos antepassados preparavam cogumelos, utilizando-os tanto na cozinha como para fins medicinais.Do ponto de vista nutricional podem ser incluídos tanto em dietas restritas como para aumentar o aporte de proteína principalmente em dietas vegetarianas. Apresentam um baixo valor calórico (20 a 40 Kcal por 100g), grande aporte de proteína vegetal, diversos aminoácidos essenciais e baixa quantidade de gordura. Apresenta ainda quantidades interessantes de vitaminas, minerais, fibra e característicos antioxidantes, fazendo deste alimento um superalimento!Os cogumelos apresentam inúmeros benefícios para a saúde, mas podemos destacar os seguintes: ação antimicrobiana e antioxidante; retardam o envelhecimento; previnem a doença de Alzheimer; reforçam o sistema imunitário.     São inúmeras as maneiras de cozinhar os cogumelos, tanto como ingrediente principal ou complemento de algumas receitas: recheados no forno, salteados, estufados, sopas/cremes, entre outros. Agora que conhece os benefícios do cogumelo cozinhe-os da maneira que mais gosta. Para sugestão de receita, deixamos este creme de cogumelos para degustar em família ou com amigos: Creme de CogumelosIngredientes:500g de Cogumelos1 Alho francês1 Cenoura grande1 Cebola média1 Dente de Alho1 Pedaço de gengibre finoAzeite q.bSal q.b Preparação:- Lave e parta os legumes em pedaços pequenos.- Coloque todos os ingredientes numa panela à exceção de 200g de cogumelos e o dente de alho. Adicione água e deixe cozinhar.- Triture tudo com a varinha e retifique os temperos (sal e coentros).- Numa frigideira salteie as 200g de cogumelos com azeite e o dente de alho. Dieta Pura, a dieta de todo o mundo, perto de si!

Saber mais

GORDURA NOS ALIMENTOS… QUAL A ESCOLHA CERTA?

GORDURA NOS ALIMENTOS… QUAL A ESCOLHA CERTA?

Quando o assunto é gordura nos alimentos, o primeiro pensamento que surge é que estes são prejudiciais à nossa saúde e que devemos evitar consumir regularmente. Porém este pensamento não é totalmente correto. A gordura exerce diversas funções no nosso organismo tais como: fornecer energia; veículo de transporte de alguns nutrientes, tais como vitaminas; manutenção da temperatura corporal; manutenção da estrutura celular; entre outros. A gordura é um macronutriente importante na nossa dieta tal como proteínas e hidratos de carbono. Segundo Direção Geral de Saúde (DGS), a porção de gordura na alimentação deve situar-se entre os 20% e os 30% do valor energético total diário.Na alimentação do dia-a-dia podemos encontrar diversos tipos de gordura, as “boas”, gorduras insaturadas (polinsaturadas e monoinsaturadas) e outras prejudiciais à saúde, mas quase todas com um papel essencial ao organismo:- Gordura Saturada: presente em alimentos de origem animal (carnes vermelhas, leite e derivados) desempenha funções fisiológicas importantes mas quando consumida em excessos elevam o nosso “mau colesterol” (LDL).- Gordura Monoinsaturada: liquida à temperatura ambiente, esta gordura pode ser encontrada em alimentos de origem vegetal, tais como azeite, frutos secos, sementes e abacate. O seu consumo é essencial para reduzir os níveis de pressão arterial, doenças cardiovascular e triglicerídeos, quando o seu consumo não ultrapassa os 20% do total de calorias.- Gordura Poliinsaturada: este tipo de gordura pode ser encontrada em peixes gordos (sardinha, cavala) rica em ómega 3 ou el óleos vegetais como o de girassol rico em ómega 6. O consumo deste subtipo de gordura é importante para controlar os níveis de colesterol e prevenir o risco de doenças cardiovasculares.- Gordura Trans e Hidrogenada: ambas são encontradas em produtos processados (batatas fritas, biscoitos e bolachas, margarinas, fast-food). Por promover o aumento do “mau” colesterol (HDL), triglicerídeos, entre outros fatores de risco para a saúde este tipo de gordura não apresenta vantagem nutricional. De um modo geral podemos dizer que o consumo de gordura é benéfico para o nosso organismo desde que consumida na dose certa e quando as escolhas são feitas de uma forma consciente, reduzindo ou mesmo eliminando gordura saturada, trans e hidrogenada. Para uma redução de gordura má, apresentamos algumas estratégias:- Escolha alimentos com baixo teor de gordura (queijos e iogurtes);- Substitua snacks de batatas fritas ou bolachas por palitos de vegetais, frutos secos;- Troque a gordura de origem animal por a de origem vegetal;- Diminua o consumo de carne vermelha e substitua por carnes brancas e retire toda a pele. Melhore a sua saúde com as escolhes certas!

Saber mais

COMO REFORÇAR A IMUNIDADE NO OUTONO

COMO REFORÇAR A IMUNIDADE NO OUTONO

Com a chegada de uma nova estação do ano, o Outono, onde as temperaturas tendencialmente vão começar a diminuir e de modo a preparar o corpo para as agressões (doenças ou infeções) que possam advir é necessário aumentar a nossa imunidade. A imunidade é a resistência ou proteção que o nosso organismo apresenta na presença de agentes desconhecidos (vírus e/ou bactérias), mantendo deste modo a homeostasia, mantendo o organismo em equilíbrio. Existem nutrientes em alimentos que são essenciais para ajudar a reforçar o sistema imunitário:- Laranja, limão, kiwi e morangos: ricos em vitamina C, antioxidante natural para evitar a oxidação de células do sistema imunitário;- Cogumelos: abundante em selénio e antioxidantes e vitaminas do complexo B, ajudam deste modo na defesa contra gripes fortalecendo sistema imunitário;- Frutos secos (amêndoas): grande quantidade de vitamina E e B3, importantes no combate ao stress oxidativo, aumentando deste modo as defesas do sistema imunitário;- Iogurte e kefir: ricos em probióticos, ajudam no combate a doenças inflamatórias e impedem a proliferação de bactérias/vírus, pela repovoação da flora bacteriana intestinal;- Alho: contém na sua composição uma substância bioquímica que estimula a atividade celular no sistema imunitário, aumentando deste modo as defesas;- Salmão, sardinha, frutos secos e sementes: são fontes naturais de ómegas 3 e 6 que ajudam na regulação de células do sistema imunológicos e tem função anti-inflamatória;- Castanhas e sementes de abóbora: são alimentos ricos em zinco que atua na reparação de células e tecidos.  Para que possa realmente ter o resultado desejado, é necessário consumir uma maior quantidade destes alimentos de uma forma regular ao longo de todo ano e não apenas quando já está doente. Quando esta reposição não é suficiente, o recurso a suplementação deve ser ponderado para complementar e atingir os resultados de uma forma mais rápida e eficaz.Além destes dois pontos (alimentos e suplementos) é importante seguir um estilo de vida saudável, praticar atividade física, ter um sono reparador e dormir 7 a 8 horas diárias, evitar ambientes de stress, eliminar o consumo de bebidas alcoólicas e hábitos tabágicos. Só desta forma conseguimos um sistema imunitário forte e preparado para o ano inteiro! Siga as dicas Dieta Pura e aumente as suas defesas!

Saber mais

VEGETARIANISMO E DESPORTO SÃO COMPATÍVEIS?

VEGETARIANISMO E DESPORTO SÃO COMPATÍVEIS?

O vegetarianismo exclui (parcial ou totalmente) o consumo de carne e produtos de origem animal, dando deste modo prioridade a um padrão alimentar de produtos de origem vegetal (fruta, cereais, vegetais, leguminosas). Durante anos pensou-se que o vegetarianismo e o desporto eram incompatíveis, pois o facto de não existirem produtos de origem animal iria diminuir a performance e rendimento do atleta. Hoje em dia, com um maior volume de estudos chegou-se à conclusão que desde que haja um bom planeamento (alimentação/suplementação), não haverá carências nutricionais mantendo os níveis de força, resistência e performance.Existem diversos atletas, inclusive de elite que praticam alimentação vegetariana e lideram os rankings, como é o caso de Carl Lewis, Scott Jurek, Lewis Halmilton, entre outros. As escolhas dos alimentos num desportista vegetariano devem ser mais conscientes de modo a obter os níveis de energia necessária para o treino e boa recuperação, bem como manter a funções imunológicas adequadas. A dieta deve ser bem ponderada para não existirem défices de nutrientes, tais como:- Proteína: de modo a obter todos os aminoácidos essenciais é necessário combinar cereais (arroz integral, trigo sarraceno) e leguminosas (feijão, lentilhas). Quando a ingestão de proteína não é suficiente através da alimentação, a suplementação de proteína vegetal é uma boa complementaridade.- Ferro: a quantidade de ferro na dieta de um vegetariano é igual à do omnívoro, a sua absorção é que é menor. Para complementar estas carências deve ser usado um suplemento de ferro associando a vitamina C (alimento ou suplemento) para uma melhor absorção.- Zinco: no caso dos vegetarianos, a ingestão de zinco é inferior aos restantes atletas. Ainda assim optando por uma dieta rica em nozes, sementes, cereais, grãos e complementar com um suplemento é ideal para colmatar possíveis carências.- Cálcio: como os produtos lácteos estão excluídos em algumas dietas vegetarianas o cálcio pode estar em défice. Para que isso não ocorra é essencial o consumo de vegetais de folha verde, bebidas vegetais enriquecidas em cálcio, sementes e/ou suplementação de cálcio.- Vitamina B12: sendo esta uma vitamina de quase exclusiva origem animal, a sua recomendação deve ser feita através do consumo de algas. Ainda assim a maioria dos vegetarianos deverá fazer suplementação para não colocar em risco o seu desempenho físico.- Vitamina D: a carência desta vitamina poderá existir caso a exposição solar seja reduzida, podendo ser necessário o consumo de alimentos enriquecidos nesta vitamina e/ou recorrer a suplementação.  A dieta vegetariana, tal como as demais dietas, é uma opção válida para uma boa performance. Necessita apenas de ser adequada a cada atleta e suas especificidades e ser monitorizada. Torne-se mais saudável com a Dieta Pura! 

Saber mais

CONGELADOS, ENLATADOS ou… FRESCOS?

CONGELADOS, ENLATADOS ou… FRESCOS?

Com o ritmo de vida frenético da sociedade, torna-se difícil obter alimentos frescos (carne, peixe, legumes, etc) diariamente, uma vez que a possibilidade de ir as compras regularmente é difícil. Além disso na hora de escolher os produtos no supermercado, por vezes optamos por congelados ou enlatados uma vez que são mais práticos e a sua confecção é nula ou muito rápida.O ideal em termos nutricionais e organolépticos é ter alimentos frescos disponíveis em casa, mas uma vez que não é possível vamos ajudar a perceber qual dos processos (congelar ou conservar) é o mais adequado para uma alimentação saudável.Para se optar pelo método de conservação adequado, é necessário ter em conta três aspetos: o tempo de armazenamento desejado, a composição nutricional do produto e a segurança alimentar.- Tempo de armazenamento: se necessita de alimentos para usar num curto período de tempo, os congelados devem ser a prioridade. Para garantir uma menor perda de nutrientes devem estar o menor tempo possível expostos ao ar, água e calor. Quando a necessidade é armazenamento por um longo período de tempo, aqui a escolha acertada é a conserva (enlatados), sendo que na altura de os consumir devem ser bem lavados para remover o excesso de sódio e aditivos presentes.- Composição nutricional: neste campo os alimentos congelados por norma não sofrem qualquer alteração, quando congelados frescos, uma vez que não há adição de qualquer componente. Quando falamos de alimentos em conserva aqui sim a composição nutricional pode alterar-se de forma significativa, pois pode ser adicionado sal, gordura ou açúcar para melhorar a conservação. É importante olhar bem para a lista de ingredientes, pois o alimento em fresco pode ter as doses recomendadas de um destes nutrientes (gordura, açúcar) e em conserva já não ser o mais adequado para a sua dieta.- Segurança alimentar: este é o parâmetro com mais vantagens tanto em alimentos congelados ou em conserva, uma vez que a probabilidade de se multiplicarem microrganismos é nula. Podemos mesmo afirmar que ambas as técnicas podem ser mais seguras que alguns produtos frescos que se refrigeram em casa. É importante salientar que a descongelação deve ser feita de uma forma natural no frigorífico para garantir essa segurança bem como os enlatados não devem ser mantidos na lata depois de abertos de modo a não oxidarem e absorverem metais pesados da embalagem. Em modo de conclusão, podemos afirmar que sempre que possível, os alimentos devem ser consumidos frescos. Ainda assim, os congelados ou em conserva também podem ser usados numa eventualidade. A melhor opção está dependente dos parâmetros acima referidos. Siga os conselhos da Dieta Pura e faça as escolhas certas!

Saber mais

ALIMENTOS PARA MANTER O BRONZEADO

ALIMENTOS PARA MANTER O BRONZEADO

No verão, com as idas à praia ou piscina, manter uma pele bonita e bronzeada é mais fácil. Mas, com o regresso às rotinas de trabalho, onde não há exposição solar, a cor vai começar a desaparecer. Para prevenir que isso aconteça, existem alimentos que podem ajudar a manter a tão desejada cor de uma forma saudável e duradoura. Estes alimentos possuem uma substância, betacaroteno (percursor da vitamina A), um pigmento carotenóide antioxidante que está presente nos alimentos mais coloridos. Esta substância para além de ajudar a bronzear combate o envelhecimento da pele e auxilia na proteção contra o cancro. Apresentamos-lhe alguns exemplos de alimentos para obter a cor perfeita de uma forma saudável o ano inteiro:- Abóbora: contém vitaminas do complexo B, fósforo e cálcio que proporcionam boa cor à pele e auxiliam no combate a oxidação das células, evitando o envelhecimento.- Cenoura: boa fonte de vitamina C e potássio, estimula a produção de melanina, pigmento responsável pela cor da pele.- Manga e Papaia: ricas em vitaminas e fibras, ajudam a intensificar o bronzeado pela presença de betacarotenos e controlar o envelhecimento prematuro devido a presença de antioxidantes.- Batata-doce: contém vitamina A, vitamina C e vitaminas do complexo B, auxiliando deste modo a proporcionar um bronzeado bonito. Para além destes alimentos, os vegetais verdes escuros (espinafre, repolho, brócolos, agrião) e os frutos oleaginosos (amêndoa, avelã, amendoim), auxiliam de igual forma na manutenção de uma pele bronzeada e diminuição do envelhecimento precoce.Existem outros nutrientes que agem como antioxidantes para complementar a ação da vitamina A. São eles, a Vitamina C (laranja, tangerina, abacaxi, kiwi), a vitamina E (gema de ovo, sementes de girassol, castanha, amêndoas e azeite) e os flavonoides, encontrados no chá verde, tomate, soja, morango, uva, cereja.Para garantir o bronzeado perfeito basta manter um consumo regular desses alimentos no seu plano alimentar diário, conseguindo assim ter uma reserva natural de betacarotenos e antioxidantes. Fique ainda com a nossa sugestão de receita para ajudar a manter o bronzeado:Sumo de cenoura, papaia e pepinoINGREDIENTES:½ Papaia5 Cenouras pequenas½ Pepino 1 Punhado de Espinafres1 Lasca de gengibre PREPARAÇÃO:- Descascar e cortar os ingredientes. Colocar no liquidificador.- Triturar tudo até obter o sumo. Pode servir fresco ou com pedras de gelo. Com as dicas Dieta Pura fique com aquele bronzeado perfeito durante o resto do ano!

Saber mais

SERVIÇO DE NUTRIÇÃO DESPORTIVA FORZALAB

SERVIÇO DE NUTRIÇÃO DESPORTIVA FORZALAB

A nutrição desportiva é uma área que tem evoluído exponencialmente nos últimos anos. A alimentação saudável e o exercício físico são os principais determinantes de um bom estado de saúde. Além disso, uma alimentação adequada e suplementação desportiva, influenciam significativamente o rendimento desportivo.Uma vez que a ferramenta de trabalho de qualquer desportista é o seu próprio corpo, o desempenho desportivo é influenciado pelo seu estado nutricional e pela prática de uma alimentação correta e adaptada à prática desportiva.O serviço de nutrição Forzalab alia a nutrição e suplementação desportiva de forma a otimizar a performance e os resultados no desporto, especificando a abordagem alimentar e os suplementos específicos para cada modalidade e perfil individual.O conceito do plano de nutrição Forzalab assenta numa abordagem funcional personalizada. Tem por base uma alimentação rica em alimentos com potencial anti-inflamatório, antioxidante, grande riqueza em fitoquímicos e acima de tudo, centrada no desportista e nas suas especificidades. Esta abordagem permite, que a atividade física não implique avanço no envelhecimento por aceleração metabólica e que a inflamação não intensifique o desgaste do organismo, podendo resultar em complicações para a saúde.Pretendemos, com este serviço, dar resposta a todos os indivíduos que pratiquem exercício físico, através de uma equipa de nutricionistas com formação específica, para lhe proporcionar os melhores resultados.A linha de suplementação desportiva Forzalab nasce da fusão do conhecimento de 30 anos da Dietmed com a experiencia de uma equipa multidisciplinar, composta por especialistas em Nutrição, Farmacêuticos e Personal Trainers. Forzalab vem fazer face àquela que é inegavelmente a maior tendência atual das pessoas: ter um estilo de vida mais saudável.A Forzalab conta com um portfólio de 30 produtos cuidadosamente selecionados para dar resposta às principais necessidades de quem pratica ou quer praticar algum tipo de desporto, seja um atleta de alta competição, ou simplesmente quem o faz por prazer.Se pratica algum desporto ou quer iniciar alguma actividade física, procure um dos nossos pontos Dieta Pura e terá à sua disposição um serviço de nutrição e suplementação desportiva para que possa atingir os resultados com a ajuda qualificada e mais segura para si. Dieta Pura, sempre a inovar e um passo à frente na (re) educação alimentar e agora... na área desportiva!

Saber mais

DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EM CONVÍVIO

DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EM CONVÍVIO

Nesta altura do ano, como os dias são mais longos e há muitos familiares e amigos de férias, é comum haver convites para festas, almoços, jantares ou convívios de fim de tarde. Quando o desafio é receber a família ou amigos em casa, há a preocupação de não se conseguir oferecer uma refeição saudável e apelativa. Por outro lado, quando não é em nossas casas é frequente encontrarmos alguns alimentos mais calóricos nestas refeições.Apesar das situações que possam surgir, não podemos deixar de conviver. É necessário ter estratégias para fazer escolhas que nos permitam estar com a família ou entre amigos sem estar constantemente a sermos forçados a controlar a nossa alimentação. É óbvio que é muito mais fácil controlar o menu quando esses convívios são em nossa casa, mas também pode oferecer-se para levar uma entrada saudável, uma salada ou legumes para o almoço ou jantar ou uma sobremesa light.Para que usufrua dos convívios sem por de lado a dieta, siga as nossas sugestões:- Quando é feito em nossa casa:1. Opte por entradas saborosas, mas ao mesmo tempo saudáveis (Ex: Salada de abacate, queijo fresco, pimento, rúcula e frutos secos; Palitos de cenoura com húmus; Espetadas de queijo mozarela com tomate cherry; Cogumelos salteados com ovos mexidos)2. Após as entradas ofereça uma sopa ou creme de legumes, para enriquecer nutricionalmente a refeição principal;3. Para prato principal privilegie os grelhados, estufados e assados, deixando de lado os fritos ou pratos cheios de gordura.4. Ofereça sempre saladas ou legumes temperados com um pouco de azeite e vinagre e deixe de lado os molhos de mostarda ou o ketchup.5. Preferencialmente, a sobremesa deveria ser seria fruta fresca, cozida ou assada, ou mesmo uma salada de fruta. No entanto, se quiser mesmo algo mais doce, opte por algo que não contenha natas ou leite condensado. - Quando somos convidados:1. Antes de sair de casa faça um lanche extra ou coma um prato de sopa, para que chegue ao convívio com menos apetite;2. Das opções de entradas disponíveis selecione a que lhe tenha menos gordura e anda assim controle as quantidades;3. Ofereça uma entrada ou sobremesa saudável para que possa ter pelo menos uma escolha do seu conceito de dieta;4. Se possível ajude a planear a ementa, dando sugestão saudáveis;5. Quando a refeição principal é uma “bomba calórica” opte por reduzir as quantidades que vai ingerir. Com as dicas Dieta Pura esperamos ajudar ao seu progresso na perda de peso ou a que mantenha o seu estilo de vida saudável. É importante que depois destes excessos alimentares volte aos seus hábitos alimentares saudáveis.

Saber mais

GELADO E DIETA... SERÁ?

GELADO E DIETA... SERÁ?

Com a presença de calor e o convívio em família e amigos, vem a vontade de comer gelados. Mas quando se está em dieta a palavra "doce" parece ser um problema. Será que os gelados se poderão incluir num plano alimentar saudável?Por norma os gelados que se encontram no mercado são muito ricos em açúcar. Além disso a maioria contém ainda na sua composição natas e/ou leite que se traduz num acréscimo de gordura maioritariamente saturada, o que torna este alimento nutricionalmente desinteressante. De qualquer modo, não se pode dizer que os gelados engordam, pois não é um alimento particular que nos leva a um aumento de peso, mas sim o conjunto de alimentos que constituem o nosso dia-a-dia alimentar, bem como as quantidades ingeridas relativamente ao gasto calórico que se faz ao longo do dia. Se falarmos de um gelado feito em casa, não tem de se preocupar, uma vez que se consegue controlar os ingredientes utilizados, bem como as doses a ingerir ao longo do seu plano alimentar. Ainda assim, se preferir comprar um gelado, existem opções “menos más” que se podem usar como exceção, mesmo estando numa dieta de perda de peso. Deixamos-lhe algumas dicas para fazer escolhas acertadas (ainda assim lembre-se que não é o ideal): - Se preferir um gelado de leite, use os que são mais pequenos, pois assim terá um valor mais baixo de calorias;- Prefira gelados de água, por norma estes têm cerca de 90Kcal por gelado;- Evite gelados que contenham caramelo, chocolate e natas pois estes componentes fazem com que aumente o valor de calorias;- Se na hora de comprar existir alguma opção light, este será uma mais-valia pois vai conter uma redução de algum nutriente (gordura/açúcar). Mas, como foi referido anteriormente, fazer em casa é sempre a melhor opção. São rápidos de fazer, económicos e têm baixo teor de açúcar e gordura. Pode optar por utilizar uma liquidificadora, varinha mágica ou outro robot de cozinha e triturar uma porção de fruta do seu agrado, colocar a restante porção de água, bebida vegetal ou iogurte magro, misturar bem e colocar em formas individuais para gelados no congelador. Espere algum tempo e terá um gelado saudável pronto a consumir. Sugestão de Receita – Gelado de Menta: Ingredientes:2 Bananas;4 Abacates;2 Latas de leite de coco;Folhas de menta q.b Preparação:Numa liquidificadora coloque as bananas, o abacate, o leite de coco e as folhas de menta. Triture e passe o preparado para formas de gelado ou uma forma de bolo inglês.Leve ao congelador durante cerca de 4 horas. Antes de servir retire cerca de 15 minutos antes para obter uma textura melhor. Faça os gelados que mais gosta e delicie-se com poucas calorias! São as dicas da Dieta Pura.

Saber mais

SNACKS SAUDÁVEIS PARA A PRAIA

SNACKS SAUDÁVEIS PARA A PRAIA

Com a chegada das férias em pleno mês de Agosto e com o calor que se faz sentir, lembra os mergulhos na praia e piscina, não é verdade? Como a temperatura é mais alta, a sensação de sede prevalece sobre a sensação de fome, ainda assim as tentações (gelados, bolas de berlim, sancks em convívio) são difíceis de resistir. Para complicar ainda mais, na hora de planear a ida à praia por vezes, torna-se difícil escolher os snacks ideais para não colocar em risco todo o “esforço” e dedicação de quem pretende manter uma dieta saudável. Para que isso não seja uma dor de cabeça, vamos apresentar-lhe várias opções saudáveis:Snacks para lanches intermédios:1. Fruta fresca ou desidratada ou Sumos de fruta natural;2. Barritas Konjac ou Proteicas All Pura ou Caseiras;3. Frutos secos;4. Pudim de chia (iogurte + sementes de chia);5. Tortilhas de arroz ou milho com manteiga de amendoim; Snacks para refeição principal:1.Palitos de vegetais com húmus de grão;2. Wraps recheados com rúcula, cenoura, tomate e atum;3. Saladas de fria ou salada de frasco;4. 2 Fatias de Pão All Pura com alface, tomate e salmão fumado;5. Gaspacho;6. Couscous com salteado de legumes e peito de frango. As opções que lhe apresentamos, são ricas em fibras e vitaminas, são saudáveis e nutritivas. É importante relembrar que não deve descurar a hidratação, ingerindo sempre no mínimo 1,5L de água por dia.Deve lembrar-se ainda que, com o calor, alguns alimentos apresentados devem ser bem conservados para que não se estraguem. Sugerimos que leve os alimentos sempre numa mala térmica. A Dieta Pura deseja-lhe umas ótimas férias! Volte com a consciência que fez o melhor pela sua saúde!

Saber mais

MANTER UM INTESTINO SAUDÁVEL

MANTER UM INTESTINO SAUDÁVEL

O que comer?

A chave para um bem-estar geral e um organismo de “ferro”, é ter o nosso intestino saudável. Este é um órgão relacionado com um bom sistema imunitário, que nos protege de bactérias e vírus, além disso contribui para a eliminação de toxinas e absorção de nutrientes. O consumo de alimentos essenciais para manter um intestino saudável é importante, mas a prática de atividade física, bem como a redução do consumo de bebidas alcoólicas e hábitos tabágicos, são fundamentais para complementar este bem-estar intestinal. Como a alimentação assume o papel principal, com alimentos que beneficiam a saúde intestinal (cuidando e equilibrando o microbioma) fique a conhecer quais as melhores opções: - Água: além de uma boa quantidade de água ser fundamental para o intestino funcionar regularmente, ingerir um copo de água morna em jejum melhora a sensação de prisão de ventre;- Cereais integrais (flocos de aveia, arroz integral, trigo sarraceno): alimentos ricos em fibra que aceleram o trânsito intestinal;- Fruta (Kiwi e Ameixa): estes dois alimentos contêm uma riqueza em fibra superior às restantes frutas 2g por 100g de Kiwi/Ameixa daí serem importantes para um intestino saudável e regular;- Frutos secos (Nozes, Avelãs) e sementes (linhaça dourada): além de possuírem uma boa quantidade de fibra, estes alimentos possuem gordura insaturada que ajuda a um bom funcionamento intestinal;- Legumes (verdes folhosos, brócolos): estes legumes são boa fonte de fibra e ajudam a regular o intestino, além disso melhoram o sistema imunitário pois são ricos em antioxidantes;- Probióticos (Kefir, iogurtes, kombucha): protegem ou repõem a nossa flora intestinal, devemos optar por estes alimentos ou suplementos que contenham probióticos para melhorar a saúde intestinal; Além de um bom consumo dos alimentos referidos, deverá haver a eliminação de outros, como por exemplo, enchidos, carnes vermelhas e produtos açucarados que prejudicam a saúde intestinal. Se o seu intestino lhe causa desconforto e não funciona regularmente experimente por em prática estas dicas. Se não obtiver resultados, consulte uma nutricionista Dieta Pura para lhe organizar a alimentação de uma forma equilibrada e ajustada aos seus objetivos, ou consulte o seu médico para perceber se há algum problema de saúde que se possa diagnosticar e tratar. Siga os conselhos da Dieta Pura e seja mais saudável!

Saber mais

PREPARE-SE PARA O VERÃO COM SOS DETOX

PREPARE-SE PARA O VERÃO COM SOS DETOX

Sumo e Sopa Detox

Com a chegada do calor e o pensamento já em férias e praia, vem a necessidade de fazer um detox para preparar o corpo de verão rapidamente.  Um detox consiste principalmente na preparação de sumos e sopas com alimentos que promovem uma desintoxicação fisiológica e metabolização de toxinas. Este tipo de plano detox deve ter uma duração de 3 dias, podendo intercalar-se com uma dieta equilibrada nutricionalmente.É fundamental, apostar em alimentos ricos em antioxidantes, minerais, vitaminas, fibra e água e conjugá-los de maneira adequada. Já o açúcar, alimentos processados, farinha refinada, glúten, lactose, cafeína e álcool ficam de fora deste plano. Em alguns casos, envolve também a utilização de suplementos desintoxicantes e drenantes que aceleram este processo como por exemplo – Dieta Pura Detox e Dieta Pura Drainer.A adesão a este conceito é cada vez maior, principalmente por pessoas que sofrem de excesso de peso, inchaço e retenção de líquidos. Fique com a nossa sugestão de um sumo detox, para tomar durante o dia e uma sopa detox, para comer numa refeição principal (almoço / jantar). Sumo verde detoxIngredientes:200 ml de água3 Folhas de couve2 Rodelas de gengibre2 Folhas de hortelã3 Rodelas de ananás/abacaxiCanela q.b Preparação:Lave e corte os ingredientes.Triture todos os ingredientes até obter uma consistência homogénea e fluida.Beba o sumo na hora. Sopa verde detoxIngredientes:1 Couve-flor pequena1 Brócolo pequeno½ Curgete pequena2 Punhados de espinafres4 Folhas de couve1 Cebola1 Dente de alho2 Lascas de gengibreSal q.b.1 Colher de sopa de azeite Preparação:Prepare a cebola, o brócolo, a couve-flor, a curgete, a couve e os espinafres. Lave-os e coloque numa panela, aos pedaços, cobertos por água. Tempere com sal a gosto.Deixe cozinhar bem e reduza a puré. Coloque, por fim, uma colher de sopa de azeite. Com as dicas Dieta Pura, chegue ao verão com uma silhueta invejável!

Saber mais

QUEIME GORDURA COM ALIMENTOS TERMOGÉNICOS

QUEIME GORDURA COM ALIMENTOS TERMOGÉNICOS

Todas as atividades realizadas pelo nosso organismo consomem energia, incluindo o processo digestivo. Quando se fala em emagrecimento todas estratégias podem ser usadas a seu favor e aqui podemos incluir o uso de alimentos termogénicos. Alimentos termogénicos são alimentos que têm a capacidade de aumentar a temperatura corporal, através do aumento do metabolismo basal. Isto é, aceleram o metabolismo de modo a que este gaste mais energia a repor valores normais de temperatura.Estes alimentos contêm normalmente compostos como catequinas, capsaicina, efedrina ou cafeína que são propriedades termogénicas comprovadas, ajudando na queima de gordura. Então podemos considerar os seguintes alimentos como termogénicos:- Pimenta;- Café;- Chá verde;- Gengibre;- Canela. Além destes alimentos termogénicos podemos considerar a proteína um nutriente termogénico, pois de todos os macronutrientes esta apresenta um efeito térmico mais elevado, logo obriga o nosso organismo a gastar mais energia na sua metabolização, levando assim ao gasto de gordura acumulada. Este macronutriente é também importante na perda de peso, pois ajuda na manutenção e/ou aumento da massa muscular, além disso melhora a sensação de saciedade.Apesar destes alimentos serem uma ajuda na perda de peso quando consumidos diariamente, uma alimentação equilibrada aliada á pratica regular de exercício físico continuam a ser o fator mais importante na perda de peso.Para uma perda de peso saudável, procure uma nutricionista Dieta Pura e obtenha um plano alimentar personalizado, que lhe permite emagrecer e queimar gordura com saúde. Não se esqueça de aliar o exercício físico, pois é uma excelente forma de aumentar o metabolismo e promover a oxidação de gordura corporal.Siga as dicas e conselhos da Dieta Pura e prepare o seu corpinho para este verão!

Saber mais

SALADAS NO FRASCO

SALADAS NO FRASCO

Cada vez mais em voga, o uso das saladas em frasco ou pote estão a ganhar adeptos. São refeições saudáveis, saciantes, leves, fáceis e rápidas de preparar, além disso são apelativas esteticamente e pode leva-las para qualquer local. Para preparar a sua salada no frasco é importante dispor os ingredientes de uma forma ordenada, por camadas, de modo a garantir o máximo sabor, garantir a frescura dos alimentos e enriquecer nutricionalmente a sua refeição. Para iniciar este processo necessita de um frasco que tenha uma tampa de enroscar para garantir que mantem a qualidade dos alimentos, pois quanto menos ar entrar mais fresca esta salada se mantém. Fique atento às dicas para saber como faze-las correctamente: - 1ª Camada – Molho: para que a sua salada seja saudável deve ter em atenção o molho que escolhe bem como as quantidades que usa. As melhores opções são: azeite e vinagre, vinagrete ou molho pesto, usando 2 a 3 colheres de sopa no fundo do frasco. Deve ter o cuidado de o molho não entrar em contato com os legumes para não os murchar.- 2ª Camada – Alimentos a marinar: nesta camada a escolha deve ser de alimentos mais pesados e que se pretende colocar em contato com o molho sem que estes o impermeabilizem. Opções saudáveis poderão ser: leguminosas (feijão-frade, grão, lentilhas) ou legumes (tomate cherry, cenoura, beterraba, feijão verde, cebola).- 3ª Camada – Proteína: aqui poderá adicionar a fonte de proteína que prefere de acordo com os seus gostos e permissões na fase da sua dieta. As opções são variadas, frango desfiado, cubos de peru, atum ao natural, salmão fumado, peixe cozido e lascado, ovo, queijo, soja, tofu e seitan.- 4ª Camada – Alimentos moles e húmidos: para que a sua salada fique mais nutritiva e mantenha a sua frescura, deve colocar alimentos húmidos nesta camada. Boas opções são: fruta, pepino, abobora, abacate, tomate, milho e cogumelos.- 5ª Camada – Legumes folhosos: nesta camada deverá colocar todos os alimentos que só deverão entrar em contato com o molho a quando do seu consumo para que estes não murchem. Nesta camada podemos optar por colocar a alface, rúcula, espinafres e couve. No final destas 5 camadas, poderá optar por colocar alimentos crocantes como sementes ou frutos secos. Além disso e entre a 2ª e 3ª camada poderá colocar alguma fonte de hidrato de carbono (arroz/massa/quinoa). Para terminar é só fechar o frasco e guardar no frigorífico para se conservar. Imediatamente antes de comer, agite bem o frasco para que tudo se misture. Segue a sugestão de uma salada fresca e nutritiva: Salada de frango, uvas e nozes- 1ª Camada: no fundo do frasco coloque 3 colheres de sopa de molho vinagrete;- 2ª Camada coloque ervilhas e tomate cherry;- 3ª Camada: opte por colocar o frango desfiado, previamente cozido ou selado numa anti-aderente, temperado previamente com pimenta, limão e orégãos;- 4ª Camada: coloque uvas partidas em metades e pepino;- 5ª Camada: use os espinafres e alface como legume folhoso.- Para terminar, coloque 3 nozes e 1 colher de sopa de sementes de chia. Feche hermeticamente o frasco e refrigere. Siga as dicas de saúde e bem estar da Dieta Pura para um estilo de vida mais saudável. 

Saber mais

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS?

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS?

Alimentos funcionais são alimentos que tal como o nome indica exercem alguma função benéfica na nossa saúde. Para que sejam considerados alimentos funcionais não chega só nutrir o corpo, é necessário que estes alimentos nos tragam benefícios no tratamento de doenças. Os alimentos funcionais contêm ingredientes na sua composição, que produzem efeitos metabólicos ou fisiológicos benéficos em tratamento de algumas doenças ou mesmo na sua prevenção. Alguns alimentos enriquecidos com determinados compostos podem também ser considerados como alimentos funcionais (exemplo: iogurtes enriquecidos com esteróis vegetais). Hoje em dia estes alimentos estão cada vez mais em voga e existem diversos alimentos funcionais, vamos deixar a sugestão de alguns deles, para que possa considerar o consumo no seu dia a dia, consoante o seu objetivo: - Peixes gordos (sardinha, salmão, cavala), frutos secos (nozes) ou sementes: alimentos ricos em ómegas, possuem uma acção anti-inflamatória, ajudando ao nível do sistema cardiovascular e diminuição do colesterol LDL (“mau colesterol”);- Abacate: rico em glutationa e ácido oleico que promove a redução do colesterol sanguíneo, modula a produção e libertação de cortisol (hormona do stress) e contribui para a desintoxicação hepática;- Frutos vermelhos (mirtilos,amoras): ricos em catequinas, estes alimentos melhoram o sistema imunitário ao diminuírem a acção dos radicais livres e degradação celular, bem como melhoram níveis de colesterol;- Alho e cebola: alimentos com alilsulfetos, compostos eficientes na redução da pressão arterial e estímulo do sistema imunológico;- Iogurte e Kefir: alimentos com probióticos, que são bactérias boas que melhoram o funcionamento intestinal;- Pimenta Caiena: o aroma picante desencadeia a produção de endorfina, uma hormona que provoca bem-estar. Além disso ajuda na vasodilatação melhorando a circulação sanguínea, bem como aumenta o gasto de energia pelo organismo ajudando na perda de peso;- Gengibre: é um alimento antioxidante que combate os radicais livres e contribui para diminuir o envelhecimento. Este alimento possui ainda propriedades que aumentam o metabolismo, podendo deste modo diminuir a gordura total e mesmo abdominal;- Soja e derivados: ricos em isoflavonas que ajudam a minimizar os efeitos da menopausa nas mulheres;- Legumes de folha verde: alimentos ricos em luteína, evitam a degeneração muscular e envelhecimento precoce. Estes são apenas alguns exemplos de alimentos denominados “funcionais”, pois existem muitos mais. Para que este tipo de alimentos possa melhorar a sua saúde ou prevenir o aparecimento de doenças recomenda-se um consumo regular bem como a junção de hábitos alimentares saudáveis. Como cada caso é um caso, deve ter em conta uma alimentação equilibrada e variada e não só o uso destes alimentos funcionais. Além disso, apesar de estes alimentos serem funcionais, não significa que possa comer sem restrição. Nas consultas do método alcalino da Dieta Pura, as nossas nutricionistas estão dotadas de ferramentas para uma boa avaliação nutricional, bem como lhe apresentam um plano personalizado segundo os seus objetivos, visando tratar a saúde no geral, com uma dieta mediterrânica e alcalina na prevenção ou mesmo tratamento de doenças. Dieta Pura, mais do que uma dieta, um modo de vida!

Saber mais

DICAS PARA SE LIVRAR DA CELULITE!

DICAS PARA SE LIVRAR DA CELULITE!

A celulite é um inimigo comum à grande maioria das mulheres. Muitas delas têm complexos, ficam com a sua auto-estima em baixo e escondem a sua beleza.  Celulite é uma acumulação de gordura por baixo da pele e apresenta um aspeto tipo “casca de laranja”. Os fatores para o seu aparecimento são vários: - Alimentação inadequada: Uma alimentação rica em sal, açúcar e gordura, bem como uma baixa ingestão de água são o pior para o aparecimento da celulite;- Sedentarismo: A falta de exercício físico aumenta o aparecimento de celulite, seja por haver uma maior percentagem de gordura e pouca massa magra (flacidez) ou até mesmo porque a má circulação advém de sedentarismo e aumenta o aparecimento da celulite;- Problemas circulatórios: A má circulação dificulta a eliminação de líquidos e toxinas (devido ao retorno deficitário de sangue venoso) e, como consequência, promove o aparecimento de celulite;- Genética: Os genes podem ser a causa pelo aparecimento de celulite, há pessoas mais propensas que outras ao aparecimento de celulite;- Desequilíbrio hormonal: As hormonas são a razão pela qual as mulheres são tão afectadas pela celulite. Esta propensão pode acentuar-se em determinadas alturas em que há alterações hormonais maiores, tais como puberdade, menopausa e gravidez ou ainda com o uso de métodos anticoncepcionais; Mas remover celulite não é uma tarefa impossível, é apenas uma tarefa que exige dedicação, paciência, muito foco e concentração porque a verdade é que os resultados não são imediatos. Seguem então algumas dicas para se livrar da celulite: - Alimentação saudável aliada à prática de exercício físico:O primeiro passo deve começar por limitar gorduras e açúcares de uma forma regular, deixar para um dia de exceção e optar por uma alimentação saudável no dia-a-dia. É importante ingerir alimentos ricos em antioxidantes e anti-inflamatórios (bagas de goji, frutos vermelhos, brócolos, kiwi, espinafre) que ajudam na eliminação de radicais livres e toxinas. Deve também optar por reduzir ou eliminar a quantidade de sal que ingere pois este faz com que retenha líquidos e toxinas que pioram a celulite.O exercício físico é o outro ponto chave para eliminar a celulite. Optar por treinos que combinem exercício cardiovascular e musculares são essenciais na queima de gordura, potenciando o aumento ou manutenção do músculo, tornando assim a pele mais “lisa”. - Ingestão de água adequada:A água ajuda a manter as células hidratadas, fazendo pressão para que a gordura não chegue à superfície da pele. Sendo essencial o consumo de muita água (1,5L a 2L) tanto para combater este problema como para regular o organismo. O Uso de drenantes ajuda neste processo de eliminação de toxinas de uma forma mais acelerada. - Tratamentos:Há vários tratamentos que podem ajudar a queimar gordura e livrar-se da celulite, nomeadamente: mesoterapia, drenagem linfática manual, pressoterapia, massagem modeladora ou carboxiterapia. Em casa também pode fazer uma massagem de uma forma circular com um creme adelgaçante.Estes tratamentos de uma forma isolada, não atenuam o problema. Se cumprir todos os pontos falados anteriormente, aí sim o resultado pode ser eficaz. Ainda que a celulite se possa dever a vários fatores, nomeadamente à genética, isso não significa que não possa lutar contra ela. Com uma dieta alimentar equilibrada, exercício físico e alguns cuidados, não tem como falhar! Siga as dicas da Dieta Pura e deixe de lado os complexos e falta de auto-estima! 

Saber mais

ESPECIARIAS E ERVAS AROMÁTICAS

ESPECIARIAS E ERVAS AROMÁTICAS

#Dia Mundial da Hipertensao

Comemora-se a 17 de Maio o Dia Mundial da Hipertensão Arterial. Este é um problema de saúde pública, que pode ser o principal fator de risco para doença cardiovascular e uma das principais causas de mortalidade a nível mundial. O consumo excessivo de sal é uma das principais causas para o desenvolvimento da Hipertensão Arterial. No entanto, a pressão arterial elevada pode ser prevenida e tratada. Neste dia, apresentamos-lhe as principais especiarias e ervas aromáticas que podem ser o aliado perfeito para reduzir ou até mesmo eliminar o sal, prevenindo ou tratando a sua hipertensão arterial. As especiarias e ervas aromáticas ao contrário do sal apresentam diversos benefícios para saúde, tais como: facilitam a digestão; previnem infecções respiratórias, urinárias, reumáticas; reforçam o sistema imunitário; melhoram apetite insónias ou mesmo constipações e gripes. Deixamos-lhe alguns exemplos de como as pode incorporar na sua alimentação, não só para substituição do sal, mas também para dar sabor a todo o tipo de refeições: Açafrão: ideal na preparação de caril, carne, queijos, arroz, massa, doces e chá;Alecrim: usar em carnes em especial borrego, vitela e porco;Alho: temperar carnes, peixe, saladas, pão, molhos e caldos;Baunilha: ideal na preparação de bolos e bolachas, sobremesas e gelados caseiros;Canela: usar em sobremesas, bolos, iogurtes, fruta, chá e compotas;Cebolinho: temperar saladas, sopas, carne e peixes;Coentros: usar em assados, caril, sopas, saladas, peixes e marisco;Cravinho: ideal para carne, peixe, marinadas, doces e fruta;Gengibre: usar em caril, sopas, carne, bolachas e bolos caseiros, chá e molhos;Hortelã: ideal para temperar molhos para carne, sopa, salada e sumos de fruta naturais;Louro: temperar marinadas, sopas, estufados e carnes;Manjericão: usar em saladas, massa, carne, ovos (mexidos), molhos e sopa;Noz-Moscada: ideal para puré de batata ou legumes, molhos, sopas, bolachas ou bolos caseiros ou adicionar em bebidas;Orégãos: usar como tempero em saladas, carne, pizza, massa e sopas;Pimenta preta: temperar estufados, saladas, molhos, ovos e carne;Pimenta Caiena: ideal para caldos, carnes, peixes e estufados;Salsa: usar em sopas, saladas, carnes, peixes, legumes, molhos, ovos (mexidos/omelete).Tomilho: ideal para temperar carnes de caça, salsichas e molhos. As especiarias e ervas aromáticas são uma excelente alternativa para os seus cozinhados, trazendo-lhes sabor, cor e saúde. Sugerimos uma alimentação com mais sabor e menos sal. Siga as dicas da Dieta Pura e tenha mais sabor, cor e saúde na sua vida!

Saber mais

O BRILHO DO SOL E DA SUA VITAMINA D

O BRILHO DO SOL E DA SUA VITAMINA D

#Dia do Sol

O Dia Internacional do Sol é comemorado a 3 de Maio, a data homenageia a estrela mais próxima do planeta e a sua importância para a vida na terra. O Sol é a principal fonte de energia no mundo, além disso tem importantes benefícios para a saúde. Neste dia vamos falar sobre a importância da vitamina D que é obtida, em parte, através do Sol. A Vitamina D é o único nutriente que pode ser obtido através de alimentos e da ação direta da luz do sol na nossa pele. Esta vitamina é lipossolúvel, o que significa que é absorvida com os lípidos (gorduras). É transportada do sistema linfático para o fígado, através das lipoproteínas e posteriormente armazenada. A Vitamina D tem inúmeros benefícios para a saúde: é essencial para uma melhor absorção e fixação do cálcio nos ossos e a controlar os seus níveis no sangue. Além disso, é também essencial no correto funcionamento muscular, nervos, coagulação sanguínea, bem como melhora a função imunitária. A Organização Mundial de Saúde tem como recomendações diárias para a Vitamina D, 5µg em crianças e adultos até aos 50 anos, grávidas e lactantes, 10 µg dos 51 aos 65 anos e 15 µg acima dos 66 anos. Mas, há fatores como uso de protector solar, pigmentação da pele, percentagem de gordura, área de pele exposta, idade, latitude e momento do dia, que interferem na produção de Vitamina D pela pele. Para obtenção de Vitamina D através do sol, recomenda-se a exposição ao sol da cara e braços de pelo menos 30 minutos diários para adquirir a quantidade adequada desta vitamina. Além da exposição solar a Vitamina D encontra-se num conjunto curto de alimentos, como por exemplo o óleo de fígado de bacalhau, peixes gordos, gema de ovo, lacticínios e cereais de pequeno-almoço fortificados. Nem toda a população europeia consegue atingir os níveis recomendados de vitamina D, seja pela exposição solar ou ingesta de alimentos referidos anteriormente. Uma das opções para colmatar esta carência pode ser através da toma de suplementos alimentares quando existe carência. Como em tudo, deve haver uma dose de Vitamina D normal, não excedendo as doses diárias recomendadas, bem como a junção de uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudável para promover uma melhor absorção. A Equipa DietPura deseja a todos um FELIZ DIA DO SOL!

Saber mais

7 TRUQUES PARA DIZER "NÃO" AOS DOCES

7 TRUQUES PARA DIZER "NÃO" AOS DOCES

Comer é um ato de prazer, pelo que não se deve privar totalmente de consumir o que mais gosta, contudo é importante controlar-se e fazer dos "excessos" (cheat meals) situações pontuais. Depois das festas a procura é sempre a mesma: encontrar estratégias para emagrecer e dizer não aos doces. Adotar uma alimentação saudável é o fator chave para não cair nessa restrição alimentar pós-festas. Este tipo de alimentação não é sinónimo de pratos sem sabor, aliás a variedade é uma regra, para que haja todos os nutrientes necessários para o organismo. Para a melhorar o apetite voraz que tem por doces ficam 7 dicas simples:1 - Fazer refeições intermédias: ficar muitas horas sem comer pode levar a que na refeição seguinte se coma mais e selecione alimentos mais calóricos. Comer de 3 em 3 horas poderá ser a estratégia, para não chegar à refeição com episódios de compulsão alimentar.2 - Ingerir água: o consumo de água regular, dá uma sensação de estômago preenchido e é um regulador do organismo. Ainda assim esta quantidade de água deve ser ingerida entre refeições.3 - Comer lentamente: comer devagar durante as refeições e saborear os alimentos é a estratégia para diminuir a sensação de fome, pois a informação de saciedade leva alguns segundos a chegar ao cérebro.4 - Consumir proteína: a proteína aumenta a saciedade, ajudando a resistir aos doces e outros alimentos nutricionalmente menos interessantes.5 - Praticar exercício físico: o exercício físico está associado a libertação de serotonina, hormona responsável pela sensação de bem-estar, efeito comum ao do consumo de doces. Além disso, diminui o estado de stress e de ansiedade que consecutivamente leva a uma menor compulsão alimentar que habitualmente está associada a fome emocional causada por este tipo de estados.6 - Escovar os dentes: após as refeições deve escovar sempre os dentes, este hábito leva a que a vontade de doces diminua ou desapareça.7- Ficar longe dos doces: nos locais onde habitualmente passa mais tempo, tente que os doces estejam fora do alcance da visão ou simplesmente não tenha esse tipo de alimentos. Este método ajuda a que não pense tanto em doces nem tenha a tentação de os comer. Cortar por completo os doces, de uma forma radical, poderá não funcionar ou levar a uma situação pior. O ideal é diminuir o consumo numa fase inicial e de uma forma gradual, para conseguir resultados a longo prazo. Poderá optar também por definir o dia da “asneira” onde faça o consumo do seu doce preferido.Além disso, pode sempre fazer receitas caseiras de alguns doces, com uma diminuição ou substituição de adição de açúcar e gordura. Siga as dicas Dieta Pura e mantenha-se sempre em forma!

Saber mais

O CAFÉ NA SUA SAÚDE

O CAFÉ NA SUA SAÚDE

#Dia Mundial do Café

O café é uma das bebidas preferidas da maioria da população, tanto em Portugal, como no resto do mundo. Pode ser consumido de diversas formas (junção de chicória, chantilly, chocolate, canela, gelo), dependendo das culturas de cada país. A planta do café é originária da Etiópia. É em 575 d.C. que passa a ser cultivada pelos árabes, com o objetivo de a utilizarem na preparação de uma bebida. As plantas de café mais consumidas são a Coffea Arábica e Coffea robusta. A Arábica contém uma quantidade mínima de cafeína, mas apresenta um aroma intenso. Já a Robusta, é caracterizada por um teor de cafeína mais elevado e um sabor forte. As cápsulas de café são, nos dias de hoje, a revolução que tornou esta bebida mais original e com sabores exóticos, apreciado por quase toda a gente. Nutricionalmente um café sem açúcar contem cerca de 4 Kcal, 75-100mg de cafeína, potássio, fósforo e magnésio e, além disso, é rico em antioxidante e polifenóis. A cafeína presente no café estimula o sistema nervoso central, aumentando o estado de alerta e níveis de energia, diminuindo a sensação de cansaço. Além disso, apresenta uma ação diurética, dilata as vias respiratórias e aumenta ligeiramente a tensão arterial. O consumo de 2 a 3 chávenas de café por dia não apresenta risco para a saúde, aliás, alguns estudos referem que apresenta efeito protetor em algumas doenças (cardiovascular, diabetes, Alzheimer, Parkinson). Ainda assim o consumo de cafeína pode criar habituação, bem como outros efeitos adversos, como ansiedade, taquicardia, insónia e irritabilidade. Caso não possa beber café por razões de saúde, existem alternativas que pode experimentar como cereais (cevada/chicória) e maca. Já sabe, beber café de forma regular, desde que na dose certa, pode beneficiar a sua saúde. Siga os conselhos Dieta Pura e pratique um estilo de vida mais saudável! Feliz Dia Mundial do Café!

Saber mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL É SAÚDE!

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL É SAÚDE!

#Dia Mundial da Saúde

O dia Mundial da saúde comemora-se a 07 de Abril e foi criado pela Organização Mundial de Saúde. Tem como principal objetivo consciencializar as pessoas sobre a importância da preservação da saúde para manutenção de uma melhor qualidade de vida. O facto de não se ter nenhuma doença, não significa saúde. Para um bem-estar físico e mental é fundamental uma alimentação saudável, aliada a uma prática de exercício físico regular e um sono reparador. Doenças como obesidade, diabetes, cancro, hipertensão arterial, fazem parte do dia-a-dia da população. Um dos principais fatores responsáveis pelo seu aparecimento, é uma alimentação desequilibrada. A escolha de alimentos saudáveis permite não só prevenir o aparecimento de doenças, bem como fortalecer e desintoxicar o nosso organismo. No dia-a-dia conseguimos fazer escolhas que nos promovem saúde. Seguem algumas sugestões a adotar: - Inicie o dia com um copo de água com limão;- Consuma alimentos dos vários grupos da roda dos alimentos para ter nutrientes diferentes;- Faça uma alimentação alcalina, incluindo alimentos anti-inflamatórios (abacate, brócolos, gengibre, limão, sementes) de modo a prevenir várias doenças;- Elimine alimentos processados, opte por desembalar menos;- Evite gorduras saturadas da alimentação e opte por gorduras saudáveis (azeite, óleo de coco) em quantidades adequadas;- Consuma alimentos ricos em fibra, como legumes, fruta, cereais integrais;- Troque o sal por especiarias e ervas aromáticas, bem como o açúcar por adoçantes naturais (stevia, agave);- Beba 1,5L de água por dia de modo a haver uma regulação correta do organismo. Para além de se alimentar bem, não esquecer que a prática de exercício físico é um aliado fundamental para melhorar a saúde! Siga as Dicas da Dieta Pura e seja mais saudável!

Saber mais

ÁGUA, A ESSÊNCIA DA VIDA!

ÁGUA, A ESSÊNCIA DA VIDA!

#Dia Mundial da Água

A água é essencial para toda a existência, pois a sua falta inviabiliza a vida, sendo esta o principal constituinte do corpo humano.  Funções no organismo:A água é um componente estrutural das células, quando estas perdem água, consequentemente perdem forma e a sua função. Na água ocorrem todas as reações químicas do organismo, sendo um meio de transporte de nutrientes e substâncias.A água facilita a absorção de vitaminas e de sais minerais. Participa em reacções metabólicas bem como elimina as toxinas, através da urina. Além disso é essencial para os processos fisiológicos de digestão e absorção. A água tem ainda a função da manutenção da temperatura corporal.  Água corporal total:O nosso corpo é constituído por aproximadamente 60-75% de água. A proporção de água no organismo humano varia nas diferentes faixas etárias verificando-se uma diminuição à medida que a idade avança. Desidratação:A desidratação ocorre quando o corpo humano perde mais água do que repõe, não havendo água suficiente para realizar as funções normais.Quando se manifestam sinais clínicos como, diminuição da elasticidade da pele, urina com cor e odor intensos, mucosa oral seca, redução da produção de suor, alterações do estado de consciência, bem como mudanças em alguns parâmetros bioquímicos, estamos presente uma desidratação.A desidratação poderá ter diversas consequências, aumentando a morbilidade e a mortalidade entre as pessoas. Recomendações de ingestão hídrica:As recomendações do consumo de água, para adultos são de 1,5 a 2 litros, variando com o peso de cada pessoa e factores externos. Recomenda-se um aumento da ingestão de água nos seguintes casos: exercício físico intenso, situações de doença com febre, vómitos e/ou diarreias, temperatura ambiente elevada. Estratégias para beber mais água:Existem alimentos ricos em água e outras bebidas como águas com sabor e sumos de fruta que podem contribuir para o volume total de líquidos, mas a água na sua forma natural deve ser eleita como fonte de hidratação. Para que não seja um sacrifício o consumo de água no dia-a-dia seguem algumas sugestões:- Água aromatizada, de forma natural, com fruta – adicionar pedaços de fruta da época consoante o seu gosto (limão, laranja, morangos), de hortícolas (pepino, cenoura) ou especiarias e ervas aromáticas (canela, hortelã);- Beber um chá/infusão (sem adição de açúcar) – poderá optar por um chá tradicional (camomila, verde, erva príncipe, tília) ou infusão com aroma frutado (frutos vermelhos, maçã e canela, menta);- Ingestão de gelatina (sem adição de açúcar) – para além de se tornar uma refeição intermédia saudável, tem presente uma boa quantidade de água;- Consumo de fruta e legumes com maior teor em água – frutas ricas em água (melancia, laranja, ananás/abacaxi) e legumes ricos em água (alface, abobora, pepino);- Ingestão de sopa rica em legumes – ao consumir sopa de legumes, para além de ter uma refeição principal equilibrada, acaba por ter uma grande quantidade água.  Não se esqueça, a quantidade de água que ingerimos no dia-a-dia está diretamente ligada a um estilo de vida saudável. Seja mais saudável com as sugestões da DietaPura. 

Saber mais

DESFRUTE DA PRIMAVERA E SEJA SAUDÁVEL!

DESFRUTE DA PRIMAVERA E SEJA SAUDÁVEL!

Dicas para um estilo de vida mais saudável

A primavera chegou, com esta os dias mais quentes chegam também e a necessidade de uma hidratação adequada e de uma alimentação saudável, aumenta. Na primavera o colorido das flores é visível, é também época de grande variedade de fruta e legumes. As frutas em destaque nesta época do ano são: cereja, nêspera, morango, alperce, ameixa, kiwi, ananás dos Açores e banana da Madeira. Para quem não gosta de comer a fruta ao natural, poderá usar em batidos, sumos naturais, compotas ou incorporar em refeições intermédias. Já os legumes em destaque são: alface, ervilhas, espinafre, nabo, nabiças, beterraba, agrião, repolho e cenoura. Estes legumes podem ser usados em saladas, cozidos a vapor, salteados ou incorporar nas refeições principais. Este colorido de legumes e frutas, não são apenas bonitos aos olhos, mas quanto mais colorido for o prato maior a riqueza de vitaminas e minerais ele vai ter. A pigmentação de cada alimento indica a presença de diferentes nutrientes que auxiliam no bom funcionamento do organismo. As temperaturas, nesta época do ano começam a subir e é importante reforçar a hidratação, uma vez que há perdas aumentadas pela transpiração. Dê prioridade ao consumo de água e elimine refrigerantes para uma hidratação correta. O tempo mais agradável e os dias a crescer convidam também à prática de actividade física, para quem não gosta de ginásio. Uma caminhada, corrida ou passeios de bicicleta ao ar livre, ajudam na gestão do peso e saúde em geral, melhora também estados de depressão e ansiedade. É nesta época o momento certo para aproveitar o sol e armazenar vitamina D. São os raios ultravioleta do sol que estimulam a formação de vitamina D, na primavera estes raios não são tão agressivos para a pele, pode aproveitar uma maior exposição solar. Aproveite a primavera para iniciar uma rotina saudável e cuidar do corpo através da alimentação e de exercício físico. Siga as dicas da DietaPura e comece a primavera da melhor maneira! 

Saber mais

CUIDA DE TI PORQUE ÉS ÚNICA!

CUIDA DE TI PORQUE ÉS ÚNICA!

As fases da vida da mulher

Em média, as mulheres vivem, cinco anos a mais do que os homens, mas têm maior propensão para doenças ao longo da vida.  Os diferentes géneros, nas diversas etapas de vida, têm necessidades nutricionais diferentes. Biologicamente, as mulheres também têm necessidades específicas. Alimentar-se adequadamente é uma forma de cuidar da sua saúde.  Conheça as necessidades nutricionais em cada fase da vida da mulher: Até os 30 anos:O metabolismo da mulher, até aos 30 anos, está mais acelerado e é mais fácil perder peso, já que o organismo responde facilmente às mudanças nos hábitos alimentares. Mas isso não significa que é permitido descuidar da alimentação. Para se manter saudável é preciso uma alimentação rica em legumes e fibra, diminuindo a quantidade de sal e açúcar. Não sendo necessário a eliminação total de “guloseimas”. Gravidez:Durante a gravidez, a mulher necessita de ingerir mais calorias, a partir do segundo trimestre. Este aumento deve vir de alimentos ricos em ácido fólico (espinafre, feijão branco, frutos secos) cálcio (brócolos, leite, iogurte) ferro (fígado, carne de vitela, gema de ovo, leguminosas) e proteína (lacticínios, carne/peixe/ovos, leguminosas, frutos secos), para um bom desenvolvimento do bebé, bem como uma boa saúde da grávida. Amamentação:Uma perda de peso após o parto, nem sempre é tarefa fácil para uma mulher. A amamentação poderá ajudar nesta perda de peso, pois o corpo gasta mais calorias durante esta fase. Neste período o aumento da ingestão de líquidos e uma alimentação equilibrada são fundamentais para a produção de leite materno e uma redução do peso da mulher. Alimentos ricos em fibra (frutas, legumes), proteína (carnes brancas, ovo, lacticínios), vitaminas e minerais e baixo teor de gordura são a estratégia para regular o apetite e diminuir o peso. Menopausa:Na menopausa, o corpo da mulher tem uma predisposição para aumentar o peso, colesterol, hipertensão, osteoporose, entre outros problemas de saúde, devido à alteração hormonal que está a ser vivida.Nesta etapa deve haver uma diminuição das calorias ingeridas no dia a dia. Além da alteração hormonal, o metabolismo fica mais lento com o aumentar da idade. Para contrariar este aumento, a prática de exercício físico, aumento do consumo de água, bem como uma alimentação saudável são fundamentais para ajudar na gestão do peso.A suplementação com vitamina D, isoflavonas de soja e ómegas, ajudam a atenuar os sintomas da menopausa, evitando perda mineral óssea. Aconselhamos todas as mulheres que se preocupam com a saúde, a cuidar da alimentação, praticar exercício físico e principalmente que se sintam bem e felizes! A Dieta Pura deseja a todas as Mulheres, um Feliz Dia da Mulher!

Saber mais

APIMENTE A SUA RELAÇÃO COM OS ALIMENTOS CERTOS!

APIMENTE A SUA RELAÇÃO COM OS ALIMENTOS CERTOS!

Lista de alimentos afrodisíacos

A falta de desejo sexual e impotência são problemas comuns num casal . As causas são diversas, mas as que mais se destacam são: problemas circulatórios, stress, má alimentação, depressão e hipotiroidismo. Existem alimentos afrodisíacos que contêm nutrientes com propriedades estimulantes, que promovem a produção de hormonas sexuais, melhorando a libido e sensação de bem-estar, aumentando assim o apetite sexual de homens e mulheres. Os alimentos afrodisíacos podem ser consumidos individualmente ou adicionados a refeições do dia-a-dia. A DIETA PURA sugere o consumo dos seguintes alimentos afrodisíacos: - Pimenta (malagueta): o composto químico (capsaicina) presente nas malaguetas, leva a uma melhor circulação sanguínea, a pimenta aumenta a temperatura corporal, e acelera os batimentos cardíacos;- Chocolate (rico em cacau): o cacau contem feniltilamina que produz dopamina, no cérebro bem como aumenta a produção de serotonina, hormona responsável pelas sensações de prazer e felicidade;- Morango: rico em vitamina C e potássio, melhora a circulação sanguínea, logo melhor funcionamento sexual. A combinação do morango com o chocolate torna estes dois alimentos a junção perfeita;- Mel: rico em vitamina B, ajuda na produção de hormonas sexuais, aumentando assim o desejo;- Frutos Oleaginosos (amêndoa, amendoim): a amêndoa é rica em selénio, zinco e vitamina E, aumentando assim a produção de hormonas que estimulam o desejo sexual. O amendoim é rico em vitamina E, aumenta também o apetite sexual e aumenta a energia;- Gengibre: rico em potássio e magnésio, nutrientes que aumentam o fluxo sanguíneo, estimulando o desejo;- Aveia: aumenta o nível de testosterona e do aminoácido L-arginina, aumentando o desejo. Todos estes alimentos devem ser consumidos em maior quantidade para quem quer estimular o apetite sexual, ainda que não exista uma quantidade ideal. Para comemorar este Dia de S. Valentim, deixamos ainda uma sugestão para um pequeno-almoço a dois: Sumo AfrodisíacoIngredientes5 Morangos;Água ou sumo de laranja q.b;1 Lasca fina de gengibre;1 Pitada de pimenta caeina;1 Colher de chá de mel. Preparação:Prepare todos os ingredientes e coloque numa liquidificadora. Triture bem até ter uma mistura bem homogénea. Panquecas de aveia e chocolateIngredientes3 Colheres de sopa flocos de aveia;1 Ovo;1 Colher de sopa de sementes de linhaça dourada;1 Colher de sopa de cacau em pó;Bebida vegetal (amêndoa, aveia) q.b. Preparação:Num recipiente coloque todos os ingredientes e bata com uma vara de arames até os ingredientes estarem bem ligadosDeite esta mistura em pequenas quantidades numa frigideira antiaderente deixando dourar um pouco de ambos os lados.Sirva com um fio de mel ou fruta fresca aos cubos. Por Adriana Martins | Nutricionista

Saber mais