Área reservada

Esqueceu a sua palavra-passe? clique aqui

Cancelar

Registo de utilizador

Registo de utente

Registo exclusivo para utentes das consultas de nutrição Dieta Pura.

VEGETARIANISMO E DESPORTO SÃO COMPATÍVEIS?

VEGETARIANISMO E DESPORTO SÃO COMPATÍVEIS?

O vegetarianismo exclui (parcial ou totalmente) o consumo de carne e produtos de origem animal, dando deste modo prioridade a um padrão alimentar de produtos de origem vegetal (fruta, cereais, vegetais, leguminosas).

 

Durante anos pensou-se que o vegetarianismo e o desporto eram incompatíveis, pois o facto de não existirem produtos de origem animal iria diminuir a performance e rendimento do atleta. Hoje em dia, com um maior volume de estudos chegou-se à conclusão que desde que haja um bom planeamento (alimentação/suplementação), não haverá carências nutricionais mantendo os níveis de força, resistência e performance.

 

Existem diversos atletas, inclusive de elite que praticam alimentação vegetariana e lideram os rankings, como é o caso de Carl Lewis, Scott Jurek, Lewis Halmilton, entre outros.

 

As escolhas dos alimentos num desportista vegetariano devem ser mais conscientes de modo a obter os níveis de energia necessária para o treino e boa recuperação, bem como manter a funções imunológicas adequadas. A dieta deve ser bem ponderada para não existirem défices de nutrientes, tais como:

 

- Proteína: de modo a obter todos os aminoácidos essenciais é necessário combinar cereais (arroz integral, trigo sarraceno) e leguminosas (feijão, lentilhas). Quando a ingestão de proteína não é suficiente através da alimentação, a suplementação de proteína vegetal é uma boa complementaridade.

 

- Ferro: a quantidade de ferro na dieta de um vegetariano é igual à do omnívoro, a sua absorção é que é menor. Para complementar estas carências deve ser usado um suplemento de ferro associando a vitamina C (alimento ou suplemento) para uma melhor absorção.

 

- Zinco: no caso dos vegetarianos, a ingestão de zinco é inferior aos restantes atletas. Ainda assim optando por uma dieta rica em nozes, sementes, cereais, grãos e complementar com um suplemento é ideal para colmatar possíveis carências.

 

- Cálcio: como os produtos lácteos estão excluídos em algumas dietas vegetarianas o cálcio pode estar em défice. Para que isso não ocorra é essencial o consumo de vegetais de folha verde, bebidas vegetais enriquecidas em cálcio, sementes e/ou suplementação de cálcio.

 

- Vitamina B12: sendo esta uma vitamina de quase exclusiva origem animal, a sua recomendação deve ser feita através do consumo de algas. Ainda assim a maioria dos vegetarianos deverá fazer suplementação para não colocar em risco o seu desempenho físico.

 

- Vitamina D: a carência desta vitamina poderá existir caso a exposição solar seja reduzida, podendo ser necessário o consumo de alimentos enriquecidos nesta vitamina e/ou recorrer a suplementação.

 

A dieta vegetariana, tal como as demais dietas, é uma opção válida para uma boa performance. Necessita apenas de ser adequada a cada atleta e suas especificidades e ser monitorizada.

 

 Torne-se mais saudável com a Dieta Pura!